Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

PagBank: lucro abaixo das expectativas

A imagem mostra uma pessoa realizando pagamento com seu cartão em uma máquina da PagBank.
(Foto: Kampus Production/Pexels)

O PagBank revelou nesta quinta-feira (24) um incremento de 5% em seu lucro líquido do segundo trimestre, em comparação ao mesmo período do ano passado. A empresa voltada para serviços financeiros e soluções de pagamento registrou um lucro líquido de R$ 385 milhões durante o período de abril a maio, enquanto as estimativas apontavam para R$ 399 milhões.

Os resultados ficaram abaixo das expectativas, apesar disso, há confiança dos executivos na melhoria dos ganhos nos próximos meses. No que diz respeito ao volume total de pagamentos (TPV, sigla em inglês) da unidade de adquirência, este alcançou a marca de R$ 92,7 bilhões, representando um aumento de 4% em relação ao ano anterior.

O segundo trimestre se caracterizou como um período desafiador para a indústria de processamento de pagamentos, conforme ressaltou o presidente-executivo do PagBank, Alexandre Magnani, em entrevista à Reuters. No entanto, Magnani destacou que o TPV para o início do terceiro trimestre já demonstra sinais de recuperação.

conteúdo patrocinado

O panorama de receita total apresentou uma queda de 2% comparado ao mesmo intervalo de 2022, totalizando R$ 3,83 bilhões. Esse desempenho também ficou abaixo das previsões de mercado, que eram de R$ 3,99 bilhões. O negócio de serviços financeiros da empresa foi impactado pelo novo teto no intercâmbio de cartões pré-pagos, que entrou em vigor em abril.

O diretor financeiro, Artur Schunck, no entanto, enfatizou que a queda na receita foi um evento pontual e que se espera uma reversão dessa tendência nos próximos trimestres.

O portfólio de crédito do PagBank teve uma diminuição em relação ao primeiro trimestre do ano, atingindo a cifra de R$ 2,6 bilhões. Essa queda reflete ajustes contábeis no período e a estratégia crescente de foco em produtos de baixo risco com garantia. O PagBank informou que cerca de 52% do seu portfólio consistia em produtos de crédito com garantia no final de junho, em comparação a 44% no trimestre anterior.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado