Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Presidente do Banco Central analisa inflação e medidas tributárias

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, discute o futuro do mercado de cartões e a evolução do real digital, entre outras inovações financeiras.
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, abordou neste sábado(26) os recentes dados de inflação e as medidas propostas para taxar fundos de investimentos. Durante um evento do think tank EsferaBR, ele ressaltou a análise cuidadosa dos índices econômicos e a postura do banco diante das informações em constante evolução.

Ao tratar dos números de inflação, o presidente do Banco Central observou que, embora os dados mais recentes tenham mostrado uma ligeira piora, o banco não reage instantaneamente a esses indicadores voláteis. “Recentemente até tivemos um número de inflação um pouquinho pior, muito carregado em elementos voláteis. Mas a gente não se comporta com dados de tempo real. Então, a gente olha isso(a inflação) como uma tendência”, explicou.

Em relação às medidas propostas pelo governo para taxar fundos de investimentos offshore e fechados, Campos Neto preferiu não expressar uma opinião direta. No entanto, ele abordou o tema de maneira geral, enfatizando a importância de tais medidas garantirem a proteção da base de receitas, bem como a eficiência e a continuidade dos processos de cobrança.

Publicidade

Os comentários de Campos Neto surgem em um contexto de preocupações crescentes com a inflação, que atingiu 4,24% em 12 meses até agosto, superando as expectativas do mercado e acelerando pelo terceiro mês consecutivo. Sua postura em relação às medidas tributárias reflete a cautela do Banco Central ao analisar as ramificações econômicas de decisões governamentais.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado