Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Governo não prevê controle de gastos em caso de receita menor

Imagem mostra arrecadação de dinheiro
Foto: Divulgação

A economista-chefe do Inter, Rafaela Vitória, adverte que o governo não tem colocado medidas de contenção de despesas em sua agenda. Para ela, isso pode arriscar o descontrole das contas públicas. Em 2023, o déficit acumulado nas contas do governo,  é de R$ 78,2 bilhões, calculado entre os meses de janeiro a julho. A informação é do Tesouro Nacional.

“O governo tem essa disposição de gastar mais, diferente dos governos anteriores e do teto de gastos, que era mais rígido”, disse Rafaela, em entrevista recente.

“Ele tem dado a sinalização de que, se tiver orçamento, ele vai gastar, e não temos visto medidas que facilitem ou garantam que ele possa ter alguma contenção de gastos caso, pelo lado da receita, tenha frustrações. O governo teria essa carta na mão, mas, por enquanto, não vemos esse controle.”. Acrescentou, Rafaela Vitória.

Publicidade

No projeto orçamentário para 2024, apresentado ao Congresso Nacional nessa semana, o governo estima um aumento de receita de 19%. Contudo, para a economista do Banco Inter, a projeção é exagerada.

“É uma proposta que não tem embasamento nos fundamentos da economia, mesmo com a visão mais otimista de crescimento para o PIB no ano que vem. A gente nunca viu um crescimento assim antes, não tem na nossa história. A chance de ele conseguir isso é muito baixa.”

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado