Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

B3 processa comitê gestor e empresa auditora da Americanas

B3 logo
Imagem: Reprodução/Internet

A Bolsa de Valores brasileira, B3, anunciou recentemente a abertura de um processo de investigação para analisar a aplicação de sanções à Americanas. A investigação atuará sobre os membros do conselho de administração da empresa, do comitê de auditoria e ex-diretores devido a falhas no sistema de gerenciamento de riscos e controle da varejista.

Uma das questões centrais dessa investigação é verificar o funcionamento da estrutura interna de auditoria, com a responsabilidade de identificar riscos financeiros e operacionais. Além disso, será avaliada a interação dessa área com o conselho do grupo.

As possíveis sanções que podem ser aplicadas incluem advertência, multa, censura pública, suspensão ou até mesmo a saída compulsória da Americanas do Novo Mercado, que é a listagem de empresas de capital aberto com níveis mais elevados de governança corporativa.

Publicidade

Até o momento, a Americanas está listada nesse grupo, apesar de ter enfrentado um escândalo contábil bilionário há oito meses. Esse escândalo levou à instalação de investigações em esferas judiciais e administrativas, mas até agora não houve condenações relacionadas ao caso.

A investigação abrange o período de atuação do comitê de auditoria da B2W, o braço digital da empresa, que se fundiu com a Lojas Americanas em 2021. Essa investigação envolve também membros do conselho da empresa durante os anos em que as falhas sob análise supostamente ocorreram.

O regulamento do Novo Mercado estabelece que as empresas desse segmento devem divulgar anualmente um relatório resumido do comitê de auditoria, abordando as reuniões realizadas e os principais temas discutidos pelo comitê. Além disso, o relatório deve destacar as recomendações feitas pelo comitê ao conselho de administração.

As empresas listadas no Novo Mercado também são obrigadas a informar suas atividades trimestralmente ao conselho, e a ata da reunião do conselho deve relatar essas informações. O regimento interno do comitê da B2W estabelece a realização de reuniões no mínimo trimestrais, com a produção de atas e envio ao conselho.

Essa investigação da B3 coloca a Americanas em um momento delicado, uma vez que a empresa corre o risco de perder seu status no Novo Mercado, dependendo dos resultados das investigações em curso.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado