Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Ibovespa cai com baixas da Vale e Petrobras

A quinta-feira (21) foi marcada por uma queda significativa no Ibovespa. Retração de 2,15%, atingindo os 116,1 mil pontos. O desempenho negativo das ações da Vale (VALE3) e Petrobras (PETR4) influenciaram esse declínio. Petrobras (PETR4).

Vale e Petrobras impulsionando queda da Ibovespa

A quinta-feira foi desafiadora para o Ibovespa, já que o índice derreteu 2,15%, chegando a 116,1 mil pontos. As ações da Vale e Petrobras estiveram entre as principais responsáveis por essa queda. A Petrobras enfrentou desafios adicionais após os leilões de encerramento e a decisão da Rússia de limitar temporariamente a exportação de diesel.

Esses eventos contribuíram para uma queda de 1,55% nas ações da empresa. Nem mesmo a notícia de outra casa iniciando a cobertura para PETR4 conseguiu reverter o cenário para a maior petroleira brasileira.

Publicidade

A Vale que vinha apresentando ganhos acima de 4% em setembro, enfrentou uma perda significativa de 2,61%. Os problemas econômicos na China influenciaram essa queda. Além disso, Hapvida (HAPV3) teve um declínio acentuado de 3,84%. O aumento de capital aprovado pela empresa não foi visto de forma positiva pelos analistas.

O setor de varejo também enfrentou desafios, com taxas de juros futuros mais altas, apesar de mais um corte da Selic. Os comunicados e decisões dos principais bancos centrais influenciam esse cenário.

Panorama crítico

Lojas Renner (LREN3) registrou uma queda de 4,84%, enquanto Magazine Luiza (MGLU3) desmoronou 6,75%, Grupo Soma (SOMA3) teve uma queda de 6,71% e Assaí (ASAI3) capitulou com uma perda de 2,88%. Supermercados também enfrentaram um dia difícil, com todas as grandes empresas do setor apresentando perdas acima de 3%, com destaque para GPA (PCAR3), que teve uma queda de 4,72%.

Não pouparam os bancos das perdas. O Bradesco (BBDC4) registrando uma queda de 3,71% e Itaú Unibanco (ITUB4) com uma perda de 2,28%. Sendo assim, apesar da B3 (B3SA3) vivenciar um dia com alto volume de negócios na Bolsa, caiu 4,11%.

Por fim, vale mencionar que as notícias corporativas também tiveram impacto no mercado, com a B3 anunciando a alteração nos valores de dividendos referentes ao segundo trimestre e o IRB (IRBR3) divulgando um lucro de R$ 22,3 milhões em julho de 2023. Este cenário de volatilidade nos mercados reflete a complexidade e a sensibilidade do ambiente econômico global, e os investidores continuam atentos às notícias e eventos que moldam o panorama financeiro.

 

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado