Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Ações da Gol caem 40% com anúncio de subscrição de bônus

Ações da Gol
Foto: Reprodução/Internet

O prazo para que acionistas da companhia aérea exerçam seu direito de subscrição dos bônus da companhia se encerra nesta terça-feira (26). Desde o anúncio da operação em 15 de agosto, as ações da Gol sofreram uma queda de cerca de 40%.

Nesta terça, as ações da Gol atualmente recuam 0,97%, sendo cotadas a R$ 6,14. No fechamento de segunda-feira (25), as ações da empresa estavam entre as maiores baixas, com uma perda de -3,58%, cotadas a R$ 6,20.

Em menos de um mês e meio, a Gol registrou revisões de recomendação e corte de preço-alvo por parte de instituições como o JP Morgan e Citi. O JP Morgan alterou a meta de preço de 2024 para R$ 7 (final de 2024), em comparação com os R$ 12,50 anteriores (final de 2023), enquanto o Citi rebaixou as ações da companhia de compra para neutro/alto risco logo após o anúncio.

Publicidade

Em um aviso aos acionistas publicado em 14 de agosto, a Gol informou a emissão de até 1.891.497.584 bônus de subscrição de ações preferenciais, nominativas, escriturais, sem valor nominal e sem direito de voto. O custo da operação foi definido em R$ 11,66 (R$ 5,84 por Bônus de Subscrição, no momento da operação, somados ao preço de exercício de R$ 5,82). Atualmente, a ação preferencial da Gol é negociada na faixa dos R$ 6.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado