Crescimento econômico brasileiro: expectativas em alta

Endividamento
Foto: José Cruz/Agência Brasil

O Brasil vê uma revisão positiva em suas expectativas econômicas. Segundo o boletim Focus do Banco Central, divulgado em Brasília nesta segunda (11), houve um aumento na previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2,84% para 2,92% para este ano. A pesquisa semanal também traz expectativas para os próximos anos, indicando um crescimento de 1,51% para o próximo ano e uma expansão de 2% para 2025 e 2026.

No que diz respeito à inflação, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) teve sua previsão para 2023 reduzida de 4,54% para 4,51%, enquanto para 2024, a estimativa é de 3,93%. Para os anos subsequentes, 2025 e 2026, as previsões são de 3,5%.

Interessantemente, o relatório do Banco Central mostra que o PIB já superou as expectativas no terceiro trimestre de 2023, com um crescimento de 0,1% em comparação com o segundo trimestre, alcançando um acumulado de 3,2% no ano. Este resultado coloca o PIB brasileiro 7,2% acima do nível pré-pandemia.

A taxa básica de juros, a Selic, definida pelo Comitê de Política Monetária (Copom) em 12,25% ao ano, é um instrumento chave para alcançar a meta de inflação. O mercado espera que a Selic caia para 11,75% ao final de 2023, após um ciclo de cortes iniciado pelo Banco Central.

Finalmente, as previsões para a cotação do dólar também foram ajustadas, prevendo-se R$ 4,95 para o final deste ano e R$ 5 para o final de 2024.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado