Pesquisar
Close this search box.

Mercado suíno em 2024: perspectivas de ascensão

mercado suíno
Foto: Pascal De Brunner/Unsplash

O mercado de carne suína se mostra promissor para o ano de 2024. Com a expectativa de aumento no consumo interno e fortalecimento das exportações, o setor suinícola brasileiro se prepara para um período de expansão e maior rentabilidade. Este artigo explora as tendências, dados e previsões que apontam para um cenário otimista no próximo ano.

Panorama do mercado suíno em 2024

O setor suíno aguarda um ano de 2024 repleto de oportunidades. Segundo pesquisadores do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), há uma expectativa positiva devido ao aumento do consumo doméstico e das exportações, acompanhado por uma provável diminuição nos custos de produção. Esses fatores são fundamentais para impulsionar o crescimento do setor e melhorar a margem de lucro dos produtores.

Aumento no consumo de carne suína

O consumo de carne suína no Brasil está projetado para crescer 2,8% em 2024 em comparação ao ano anterior. Esse aumento é impulsionado pela mudança nos hábitos alimentares, pela melhoria do poder aquisitivo da população e pela percepção cada vez maior da carne suína como uma opção saudável e nutritiva. Tudo isso por causa do investimento em marketing e a diversificação de produtos, que também são fatores que estimulam esse crescimento.

Sustentabilidade das exportações

Semelhantemente, em relação às exportações, o Brasil continua a fortalecer sua posição como um dos principais fornecedores de carne suína no mercado internacional. Espera-se que o desempenho sólido observado em 2023 continue em 2024, com estimativas apontando para a manutenção ou até mesmo superação dos volumes exportados. O reconhecimento da qualidade e competitividade da carne suína brasileira é um trunfo que sustenta essas projeções otimistas.

Recordes de exportação

Entre janeiro e novembro de 2023, os embarques brasileiros de carne suína já somavam 1,1 milhão de toneladas. Entretanto, existe uma expectativa concreta de que o ano de 2024 possa renovar ou até superar o recorde anterior de 1,12 milhão de toneladas, assim, marcando um novo capítulo de sucesso para o setor.

Projeções de produção

Com o propósito de atender à crescente demanda, tanto interna quanto externa, o Cepea projeta um aumento de 3,3% no número de animais abatidos de 2023 para 2024. Portanto, isso significaria um total de aproximadamente 59,1 milhões de cabeças. De fato, esse aumento na produção é vital para manter o equilíbrio entre oferta e demanda, assegurando que o mercado permaneça abastecido.

Rentabilidade no setor suíno

Em suma, os suinocultores têm motivos para serem otimistas quanto à rentabilidade do setor. Com a recente desvalorização do milho e do farelo de soja, principais componentes na alimentação dos suínos, espera-se uma redução significativa nos custos de produção. Comparado aos anos anteriores, especialmente entre 2018 e 2022, o cenário para 2024 sugere uma melhora na margem de lucro para os produtores.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado