Bolsa brasileira prevê volta de IPOs em 2024

B3 - Bolsa Valores Brasil
Bolsa Valores Brasil (Foto: site oficial da B3)

Após um período de dois anos sem novas ofertas públicas de ações (IPOs) na Bolsa brasileira, a expectativa para 2024 é de uma retomada. Especialistas projetam que esse movimento deve se iniciar no segundo trimestre, focando em setores mais robustos como infraestrutura, saneamento e energia. A B3, presidida por Gilson Finkelsztain, prevê um ano promissor, impulsionado pela redução dos juros no Brasil.

Oceânica Engenharia Pode Liderar o Movimento

No cenário atual, 19 empresas aguardam para abrir seu capital na B3, segundo levantamento do Pipeline. Dentre estas, a Oceânica Engenharia se destaca com uma operação que pode alcançar R$ 1 bilhão, possivelmente marcando o início dessa fase de retomada.

Estratégia de IPO e Possíveis Candidatos

Ainda que não haja confirmações oficiais, especula-se sobre algumas empresas que possam entrar na Bolsa de Valores. Entre os nomes mencionados estão a Votorantim Cimentos e a farmacêutica Cimed. João Adibe Marques, CEO da Cimed, em uma entrevista ao UOL em novembro, não garantiu a abertura de capital da empresa para 2024. Desde 2021, a Cimed é uma Sociedade Anônima (S.A.) e está tecnicamente preparada para realizar um IPO, embora uma data específica para tal ainda não tenha sido estabelecida.

A industria de cimento controlada pelo grupo da família Ermírio de Moraes se destaca por sua robusta posição financeira e uma série de projetos tanto no Brasil quanto no exterior.

Desempenho de IPOs Anteriores: Um Olhar Retrospectivo

O último IPO na bolsa brasileira ocorreu em setembro de 2021 com a Vittia (VITT3), sendo um dos 42 registrados naquele ano. 2021 foi notável pela captação recorde de cerca de R$ 65 bilhões. No entanto, o desempenho posterior das ações não atendeu às expectativas dos acionistas, com menos de 20% dos IPOs de 2021 mostrando valorização. A Orizon (ORVR3) foi uma exceção, com um aumento de mais de 65,6% em suas ações.

Um Futuro Promissor para o Mercado de Capitais

Essa retomada é aguardada com expectativa pelo mercado, que vê uma oportunidade para as empresas brasileiras ampliarem seu capital e fortalecerem sua presença no mercado financeiro. Com um foco renovado em setores fundamentais, 2024 promete ser um ano de transformação para o mercado de capitais no Brasil.

Renda Fixa e IPOs: Mudança no Interesse do Investidor

Nos últimos anos, a alta taxa de juros, que atingiu 13,75% e teve como foco o combate à inflação de mais de 26% entre 2019 e 2022, aliada a uma desaceleração econômica global, levou os investidores a optarem pela renda fixa, considerada mais atrativa devido ao retorno com menor risco. Esse cenário resultou em um decréscimo do interesse em participar de IPOs (ofertas públicas iniciais), pois a preferência pela renda fixa afetou a dinâmica do mercado de ações, exigindo um apelo recíproco entre empresas e investidores para estimular a participação em IPOs.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado