Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Brasil tem oferta de energia maior que o consumo, veja impacto

Brasil tem energia maior
(Foto: Pok Rie/Pexels)

O Brasil tem uma oferta de energia maior que o consumo. A produção de energia renovável excede em muito a demanda, um fenômeno que, paradoxalmente, não se traduz apenas em benefícios. Enquanto o país se destaca pela sua capacidade de gerar energia limpa, a necessidade de ativar usinas termelétricas, mais custosas e poluentes, em períodos de pico revela um cenário de desperdício.

Projeções indicam que, até 2027, a oferta de energia pode ultrapassar a demanda em mais de duas vezes, evidenciando um superávit de energia renovável. Embora isso possa parecer vantajoso à primeira vista, na prática, conduz a um desafio operacional significativo, incluindo a necessidade de manejar o excesso para evitar sobrecargas no sistema elétrico nacional.

Políticas de incentivo

Este cenário é intensificado por políticas de incentivo à produção de energia a partir de fontes renováveis. Tais políticas, embora tenham contribuído para a expansão da capacidade instalada e para a redução dos custos dessas fontes, também geraram uma oferta desproporcional em relação à demanda atual. Este desbalanceamento obriga o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) a adotar práticas como o vertimento de energia, uma medida que consiste em desativar temporariamente a produção para manter a estabilidade do sistema.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Curiosamente, enquanto se desperdiça energia limpa, as termelétricas são convocadas para atender à demanda nos momentos de maior necessidade, evidenciando uma contradição na gestão energética do país. Esse paradoxo é ainda mais acentuado pelo fato de que a geração de energia renovável, predominantemente durante o dia, não se alinha com o pico de consumo, que ocorre no início da noite, levantando questões sobre a capacidade de armazenamento e a flexibilidade do sistema energético.

O desafio do Brasil

O desafio para o Brasil, que tem uma oferta de energia maior que o consumo, reside não apenas na ampliação da capacidade de geração de energia renovável mas também na otimização de sua utilização. Isso passa pela reavaliação de políticas de subsídios, pelo investimento em tecnologias de armazenamento de energia e pela promoção de um alinhamento mais eficaz entre produção e consumo.

O excesso energético brasileiro reflete, assim, uma complexidade que vai além da simples capacidade de produção, tocando em aspectos de gestão, eficiência e sustentabilidade. A busca por soluções para esse paradoxo não apenas contribuirá para a redução de custos e desperdícios mas também para a consolidação de um modelo energético mais sustentável e eficiente para o país.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado