Pesquisar
Close this search box.

Biden investe US$ 20 bi na Intel para enfrentar escassez de chips

Intel
Imagem: divulgação/Intel)

A Intel recebeu um impulso financeiro do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, com quase US$ 20 bilhões, ou seja, R$ 99,4 bilhões, em subsídios e empréstimos, conforme anunciado nesta quarta-feira (20). Então, é o maior apoio já concedido pelo governo dos EUA para impulsionar a produção nacional de chips semicondutores.

O acordo preliminar prevê US$ 8,5 bilhões (R$ 42,2 bilhões) em subsídios e até US$ 11 bilhões (R$ 54,6 bilhões) em empréstimos para a Intel, concentrados no estado do Arizona. Parte dos fundos será destinada à construção de duas novas fábricas e à modernização de uma já existente.

Joe Biden destacou que a pandemia exacerbou a escassez de semicondutores, levando ao fechamento de fábricas e aumentando os preços. Ele reiterou a determinação em investir nos EUA, afirmando que isso possibilitará o retorno da fabricação avançada de semicondutores ao país após 40 anos.

Além disso, o presidente democrata criticou o antecessor, Donald Trump. Ele alegou que as políticas do ex-presidente republicano incentivaram a transferência de empregos para o exterior e os cortes de impostos beneficiaram grandes corporações.

A secretária do Departamento de Comércio, Gina Raimondo, enfatizou que o investimento representa um dos maiores da história na fabricação de semicondutores nos EUA. Ela afirmou que o governo pretende aumentar a participação do país na produção de chips avançados de 0% para 20% até 2030, por meio do programa de subsídios.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado