Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Intel tem prejuízo bilionário com fabricação de chips

Intel
(Foto: Pok Rie/Pexels)

A Intel, uma das líderes globais na fabricação de chips, enfrentou um 2023 turbulento com prejuízos operacionais subindo para US$ 7 bilhões. Esta tendência negativa representa um aumento em relação ao ano anterior, que já havia registrado perdas de US$ 5,2 bilhões. Esses resultados mostram as dificuldades contínuas da empresa no setor competitivo de semicondutores.

Impacto no mercado

O desempenho financeiro teve repercussões negativas diretas nas ações da empresa, que sofreram uma queda de 4,3%. Este revés financeiro mostra os desafios enfrentados pela Intel em sua tentativa de recapturar a liderança tecnológica, perdida nos últimos anos para competidores como a Taiwan Semiconductor Manufacturing Company (TSMC).

Projeções e planos de recuperação

Apesar dos números desanimadores, o CEO da Intel, Pat Gelsinger, delineou um plano de recuperação, apontando 2024 como um ano de transição rumo à estabilização financeira. A expectativa é que a empresa atinja um ponto de equilíbrio operacional apenas em 2027, um sinal do longo caminho de recuperação que a espera. Porém, esse plano depende de convencer empresas externas a utilizarem os seus serviços.

conteúdo patrocinado

Investimentos estratégicos

Em um esforço para reverter o cenário atual, a Intel anunciou planos de investimento, que incluem alocar US$ 100 bilhões na construção ou expansão de fábricas de chips em quatro estados americanos. Esta estratégia é fundamentel não apenas para a reabilitação da sua infraestrutura de produção mas também para convencer outras as outras empresas do mercado a optarem pelos serviços de fabricação da Intel.

Competindo com gigantes

Para competir de igual para igual com rivais de peso como a TSMC e a Samsung, a Intel está focada em aumentar a produção interna de chips. Com o objetivo de fabricar até 80% de seus chips internamente no futuro, a empresa busca reduzir sua dependência de fabricantes terceirizados, que atualmente respondem por 30% da sua produção.

Um caminho à frente

O prejuízo bilionário da Intel na fabricação de chips mostra a intensa competição e os desafios ligados ao setor de tecnologia. No entanto, os planos estratégicos e investimentos da empresa sinalizam um comprometimento em superar essas adversidades. O futuro da Intel, embora ainda incerto, está sendo planejado com a esperança de restaurar sua posição de vanguarda no mercado de semicondutores.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado