Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Terremoto afeta produção de chips em Taiwan e tem impacto global

Como terremoto afeta produção de chips em Taiwan
(Foto: Divulgação/TSMC).

Um sismo de magnitude 7,4, o mais forte em 25 anos, trouxe desastres em Taiwan, interrompendo as operações de importantes fabricantes de semicondutores. Essa paralisação levanta temores de efeitos adversos na indústria tecnológica e possivelmente na economia mundial. A ilha é responsável por até 90% da produção dos semicondutores avançados utilizados em dispositivos como smartphones, veículos elétricos e sistemas de inteligência artificial.

A Taiwan Semiconductor Manufacturing Co. (TSMC), que atende gigantes como Apple e Nvidia, foi uma das afetadas, tendo suspendido a fabricação de determinados chips e evacuado parte de seu pessoal. Similarmente, a United Microelectronics Corp. (UMC), competidora local de menor escala, também cessou suas atividades produtivas em várias instalações.

Este incidente realça a concentração da produção de semicondutores na região, que, por sua proximidade com zonas de atividade sísmica, está sujeita a interrupções mesmo com tremores leves. A situação é preocupante porque uma perturbação na oferta desses componentes essenciais pode impactar várias cadeias de suprimento globais.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Além disso, o episódio evidencia o papel crítico de Taiwan no setor de tecnologia. Jan-Peter Kleinhans, diretor do projeto de tecnologia e geopolítica do Stiftung Neue Verantwortung, ressalta a posição única da ilha no mercado de semicondutores. A concentração da produção na TSMC e em outras empresas taiwanesas não encontra paralelo, o que torna qualquer interrupção uma questão de importância global.

O terremoto também traz à tona discussões sobre a vulnerabilidade geopolítica de Taiwan. A ilha, que é considerada um ponto de tensão entre a China e países que defendem a democracia taiwanesa, agora enfrenta o desafio adicional de manter a estabilidade em sua indústria vital de semicondutores.

A TSMC já sinaliza movimentos para diversificar geograficamente sua produção, com novas fábricas sendo construídas no Japão e nos Estados Unidos. No entanto, essas instalações não se destinam à fabricação dos chips mais sofisticados, o que sublinha a dificuldade de reduzir a dependência global das capacidades produtivas de Taiwan.

O impacto do terremoto ainda está sendo avaliado, mas a preocupação é palpável entre stakeholders globais. As consequências de interrupções na produção de chips de ponta, fundamentais para tecnologias emergentes e veículos elétricos, podem ser vastas. Ainda não está claro quais fábricas foram mais afetadas ou quanto tempo levará para que a produção seja normalizada.

As declarações de analistas como Bum Ki Son e Brian Tan enfatizam a delicadeza da situação. Eles apontam que a produção ininterrupta e em condições específicas é essencial para a qualidade dos chips avançados. Portanto, o terremoto não apenas pausa a produção mas também coloca em risco lotes inteiros de semicondutores já em fabricação.

À medida que Taiwan e as empresas afetadas trabalham para avaliar e mitigar os danos, o mundo observa atentamente. A dependência global dos semicondutores taiwaneses torna este evento não apenas uma crise local, mas uma questão de interesse internacional, evidenciando a intrincada teia de interdependências que define a economia global moderna.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado