Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Agronegócio paulista cresce 18% nas exportações em 2024

Exportações impulsionadas por açúcar, etanol e café

Agronegócio paulista apresenta pontos positivos no início de 2024. (Imagem: Lars/Wikimedia Commons)
Agronegócio paulista apresenta pontos positivos no início de 2024. (Imagem: Lars/Wikimedia Commons)

O agronegócio paulista teve alta de 18% nas exportações nos primeiros quatro meses de 2024. A Secretaria Estadual da Agricultura revelou que esse crescimento foi impulsionado pelo complexo sucroalcooleiro e café.

As exportações de açúcar e etanol subiram 79,7% em comparação com 2023. Além disso, as vendas de café aumentaram 20,4%. Produtos florestais e sucos também tiveram aumentos significativos, de 13% e 11,8%, respectivamente.

Balança comercial do agronegócio

O setor agro do estado exportou US$ 9,37 bilhões no período, gerando um superávit de US$ 7,51 bilhões. Nesse sentido, este valor é 7,5% maior do que no ano anterior.

Publicidade

As exportações do agronegócio representaram 42% das exportações totais do estado no primeiro quadrimestre de 2024. Apesar disso, a balança comercial paulista registrou um déficit de US$ 9,59 bilhões.

Comparação nacional

São Paulo é o segundo estado que mais exporta produtos agrícolas no país, com 17,9% do total nacional. Todavia, Mato Grosso lidera com 18,6%.

As exportações do agronegócio brasileiro aumentaram 3,7% no primeiro quadrimestre de 2024, atingindo US$ 52,39 bilhões. De tal modo, o saldo da balança comercial do agronegócio registrou superávit de US$ 46,03 bilhões, 2,7% superior ao mesmo período de 2023.

Leia também:

Indústria paulista tem saldo positivo de 32 mil empregos em 2023

Contribuição do agronegócio paulista

O agronegócio paulista contribuiu para o saldo da balança comercial do estado. As exportações cresceram 18,6%, totalizando US$ 9,37 bilhões, enquanto as importações atingiram US$ 1,86 bilhão, um aumento de 7,5%.

Para Guilherme Piai, secretário de Agricultura e Abastecimento de SP, o resultado positivo se deve à resiliência dos produtores rurais. De tal maneira, ele destacou que, mesmo em cenários adversos, os produtores paulistas continuam garantindo alimentos e impulsionando a economia.

Detalhamento das exportações

Os principais grupos de produtos exportados foram o complexo sucroalcooleiro, produtos florestais, carnes, soja e sucos. Esses cinco grupos representaram, portanto, 78% das vendas externas setoriais paulistas.

Entretanto, a participação de São Paulo na balança comercial brasileira apresentou uma ligeira queda no primeiro quadrimestre de 2024. Nesse sentido, as exportações representaram 20,1% do total nacional, enquanto as importações alcançaram 29,5%.

Comparação com outros estados

São Paulo foi o segundo maior exportador do agronegócio brasileiro, com 17,9% de participação, atrás apenas de Mato Grosso. Paraná, Minas Gerais e Rio Grande do Sul completam os cinco principais estados exportadores.

Por fim, o grupo de fibras e produtos têxteis teve um crescimento de 1.365,6% nas exportações. O algodão foi o principal produto, com a China como principal destino.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado