Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Argentina mantém superávit fiscal pelo quinto mês consecutivo

Reformas austeras visam reduzir a inflação galopante no país

Bandeira da Argentina
Bandeira da Argentina (Imagem: Píxabay)

O governo da Argentina anunciou que o país manteve em maio o superávit fiscal primário, resultado das sérias reformas implementadas pelo presidente Javier Milei para controlar a inflação elevada. Manuel Adorni, porta-voz da Presidência, divulgou a informação durante uma coletiva de imprensa nesta segunda-feira (10).

Manuel Adorni destacou que, embora os dados finais sobre o saldo fiscal mensal ainda estejam pendentes, o superávit fiscal observado nos últimos meses continuou em maio. Segundo ele, isso fará com que maio seja o quinto mês consecutivo de resultados fiscais positivos.

Desde que assumiu o cargo em dezembro, Javier Milei tem culpado décadas de gastos excessivos do governo pela alta taxa de inflação, que está próxima a 300% ao ano. O presidente libertário prometeu alcançar o equilíbrio orçamentário este ano e obter um superávit primário, implementando um programa rigoroso de economia.

Publicidade

Leia mais:

As duras reformas adotadas pelo governo da Argentina, embora bem vistas por analistas econômicos, tiveram um impacto duro na população. As medidas levaram mais pessoas à pobreza e à falta de moradia, um reflexo dos cortes nos gastos públicos e na assistência social.

A promessa de Javier Milei de alcançar o equilíbrio orçamentário visa reduzir a inflação e estabilizar a economia do país. No entanto, essas reformas têm causado um custo social, levantando debates sobre o equilíbrio fiscal e bem-estar social.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado