Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Ilustração do primeiro Harry Potter alcança R$ 6 mi em leilão

Obra de Thomas Taylor alcança valor inesperado

Ilustração do primeiro Harry Potter é vendida por alto valor. (Foto: Divulgação/Sotheby's)
Ilustração do primeiro Harry Potter é vendida por alto valor. (Foto: Divulgação/Sotheby's)

Na última quarta-feira (26), a galeria Sotheby’s em Nova York leiloou a ilustração original da capa da primeira edição de “Harry Potter e a Pedra Filosofal” por US$ 1,92 milhão, cerca de R$ 6 milhões, tornando-se o item mais caro relacionado à série. Décadas atrás, seu ilustrador, Thomas Taylor, recebeu uma comissão de apenas US$ 650 pelo trabalho.

A pintura em aquarela, que retrata o jovem Harry Potter partindo para Hogwarts da Plataforma 9¾ na estação King’s Cross, fazia parte da coleção particular de Dr. Rodney P. Swantko, um cirurgião americano e colecionador de livros. O leilão incluiu ainda outros itens raros da coleção de Swantko.

Em 1997, um ano antes do lançamento do livro, a editora Bloomsbury contratou Thomas Taylor, então um jovem de 23 anos recém-formado na escola de arte, para desenhar a capa. Esta ilustração definiu a imagem global de Harry Potter com seus icônicos óculos redondos e cicatriz em forma de raio.

Publicidade

O processo criativo da ilustração

Thomas Taylor, que na época trabalhava em uma livraria infantil, enviou amostras de desenhos de magos e dragões para a editora em Londres. Ao ser selecionado, ele ficou extremamente feliz. Em seu blog, ele descreveu como leu um manuscrito incompleto do livro e fez vários rascunhos antes de chegar ao desenho final, que entregou pessoalmente à editora.

Thomas Taylor fez a ilustração em uma folha de papel aquarela de aproximadamente 16 por 11 polegadas, assinou e datou no verso. A obra de arte incluía mais detalhes do que a versão final publicada, como a plataforma 10 e mais roupas de Harry.

Um ganho milionário

A editora Bloomsbury passou a contratar ilustradores mais experientes para as edições seguintes, mas Taylor negociou um valor maior para sua ilustração. Nesse sentido, edições do romance no exterior passaram a usar a arte de Taylor. Em 2001, ele decidiu vendê-la por cerca de US$ 100.000, temendo não poder cuidar dela adequadamente.

A venda mais recente, realizada na Sotheby’s em Nova York, superou todas as expectativas. Os licitantes disputaram acirradamente e o ganhador faturou a ilustração por US$ 1,92 milhão. Este valor estabeleceu um recorde para itens relacionados a Harry Potter.

O legado da saga

Para além da ilustração do primeiro Harry Potter, a série de livros de J.K. Rowling tornou-se mundialmente famosa, sendo traduzida para mais de 70 idiomas e inspirando uma das franquias de filmes de maior bilheteria. Nesta primavera, a Warner Bros. Discovery anunciou uma série de televisão baseada nos livros. Os espectadores poderão assisti-la, no futuro, através do serviço de streaming Max.

Leia também:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado