Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Coca-Cola e BNDES doam R$ 3,5 milhões para a compra de refrigeradores para imunizantes

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apoiará, com R$ 3,5 milhões não reembolsáveis, o projeto “Refrigeradores para Armazenamento de Vacinas”, apresentado pela Coca-Cola Brasil. O mesmo valor será aportado pela The Coca-Cola Foundation, o braço social da empresa, somando um total de R$ 7 milhões.

O apoio representa a continuidade do projeto “Matchfunding Salvando Vidas”, criado pelo Banco em 2020 e que já está em sua segunda fase. Com os recursos, estima-se que sejam adquiridas mais de 400 câmaras refrigeradoras, que possuem tecnologia inovadora para a conservação de imunobiológicos.

Os primeiros 151 equipamentos já começaram a ser entregues, contemplando 106 municípios do Nordeste e 25 da região Norte (86% do total). As câmaras, registradas e aprovadas pela Anvisa, mantêm imunizantes em temperaturas que variam entre 2º e 8º e servem para o armazenamento futuro de todos os tipos de vacinas utilizadas no país, não somente contra a Covid-19.

conteúdo patrocinado

A doação cria ou reforça a estrutura de imunização de mais de 400 municípios brasileiros, beneficiando cerca de 5 milhões de pessoas. As cidades escolhidas têm população inferior a 20 mil habitantes, menor índice de cobertura vacinal e menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) – critérios definidos pela equipe do Salvando Vidas em parceria com o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Para o diretor de Crédito Produtivo e Socioambiental do BNDES, Bruno Aranha, o projeto possibilita um maior acesso às vacinas para populações carentes, tanto para a vacinação contra a Covid-19, quanto para as vacinas que integram o Programa Nacional de Imunização (PNI), com foco principalmente nas regiões Norte e Nordeste. “É um projeto especial do Salvando Vidas porque deixa um legado estrutural para os municípios, melhorando a saúde e qualidade de vida dos brasileiros”. Esta não é a primeira vez que a Coca-Cola Brasil se soma aos esforços do combate à pandemia. Em parceria com o movimento Unidos pela Vacina, a empresa doou refrigeradores e outros equipamentos para 57 municípios amazonenses.

O projeto da Coca-Cola Brasil atende à política do BNDES de distribuição para as instituições de saúde e às normas do regulamento de compras e contratações do Salvando Vidas, o que mantém a transparência e comprova a economicidade na compra dos equipamentos.

Os recursos do projeto são repassados à SITAWI Finanças do Bem, organização especializada na gestão de recursos filantrópicos para impacto social. Já o processo de aquisição das geladeiras, escolhidas de acordo com as especificações para atender cada município, é realizado na plataforma da Bionexo do Brasil, que conecta fornecedores e compradores de produtos médicos, garantindo transparência e redução de custos.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado