Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Aviação executiva já faz parte da rotina dos brasileiros

Agora, destinos de helicóptero que partem das capitais com destino aos litorais e às propriedades rurais tornaram-se rotineiros, muitas vezes, semanais. Foto de Tomas Anunziata no Pexels

A pandemia da Covid-19 criou novas formas de comportamento e consumo na sociedade, e um setor que teve impacto positivo com essa mudança foi o da aviação executiva, em que o aumento do uso de jatos e helicópteros particulares subiu em meio ao isolamento social.

Mas agora, mesmo com uma certa retomada da normalidade com menor isolamento, continua constante a utilização desse segmento da aviação, o que revela uma nova rotina de empresários e executivos que migraram para o modelo híbrido de trabalho.

Antes, os destinos de lazer eram concorridos nos fins de semana e feriados. Agora, destinos de helicóptero que partem das capitais com destino aos litorais e às propriedades rurais tornaram-se rotineiros, muitas vezes, semanais.

conteúdo patrocinado

Acesse Nosso Canal Telegram Aqui!

“As viagens para as grandes capitais acabaram se tornando viagens semanais, pois as pessoas estão passando mais tempo em suas segundas residências, que ficam em regiões de praia e campo. Para isso, utilizam helicópteros para cumprir uma agenda que agora é mais otimizada e a demanda de voos para os destinos de lazer se tornou mais frequente”, diz Rogerio Andrade, CEO da Avantto.

A empresa aponta que em 2021, houve um aumento de 50% em relação ao ano anterior no volume de horas voadas pelas aeronaves administradas pela companhia. Já em comparação sobre 2019, ano pré-pandemia, esse aumento foi de 30% no volume de voos.

Fonte: Aeroin com informações da Assessoria da Avantto

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado