Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Morre o ator Sidney Poitier aos 94 anos

Morreu nesta sexta-feira, 07 de janeiro, aos 94 anos, o lendário ator Sidney Poitier, o primeiro intérprete negro a ganhar o Oscar de Melhor Ator, pelo filme Uma Voz Nas Sombras. (Fotografia: Toni Anne Barson/WireImage)
Morreu nesta sexta-feira, 07 de janeiro, aos 94 anos, o lendário ator Sidney Poitier, o primeiro intérprete negro a ganhar o Oscar de Melhor Ator, pelo filme Uma Voz Nas Sombras. (Fotografia: Toni Anne Barson/WireImage)

Morreu nesta sexta-feira, 07 de janeiro, aos 94 anos, o lendário ator Sidney Poitier, o primeiro intérprete negro a ganhar o Oscar de Melhor Ator, pelo filme Uma Voz Nas Sombras. A informação foi confirmada pelo ministro das Relações Exteriores das Bahamas à imprensa americana.

Além de uma carreira de destaque, tanto na atuação quanto na direção e na produção de filmes, Poitier foi uma voz pelos direitos civis na década de 1960 e um embaixador de seu amado país natal, as Bahamas.

Em 1958, estrelou ao lado de Tony Curtis em The Defiant Ones, interpretando prisioneiros fugitivos acorrentados. O filme foi um sucesso comercial e de crítica e rendeu indicações para Poitier e Curtis ao Oscar e um aceno de Melhor Filme para a produção. Foi a primeira vez que um artista negro concorreu à categoria de Melhor Ator.

conteúdo patrocinado

Ele fez história mais uma vez ao se tornar o primeiro ator negro a ganhar na categoria por sua atuação em Lírios do Campo, em 1964, como um “faz-tudo”. No longa, ele encontra um grupo de freiras que acreditam que ele foi enviado por Deus para construir uma nova capela.

O ator ganhou ainda mais destaque quando protagonizou o filme “Ao Mestre, Com Carinho”, de 1967, no qual interpretou engenheiro desempregado que passa a dar aulas como professor substituto em uma escola de alunos majoritariamente brancos em Londres.

Seu trabalho pelo Movimento dos Direitos Civis chegou a ser reconhecido por Martin Luther King Jr, após ajudar a organizar a Marcha em Washington em 1964, famosa pelo discurso “Eu tenho um sonho”.

Fonte: Metrópoles

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado