Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Confira dicas de como aumentar a pontuação de crédito do CPF

(Foto: PhotoMIX Company/Pexels)

Ter crédito é algo importante para quem precisa que bancos, lojas e empresas emprestem dinheiro quando for preciso. Um ponto importante que avalia o histórico financeiro de uma pessoa é a modalidade de score de crédito do CPF. A Recovery, empresa do Grupo Itaú e pioneira na cobrança de carteiras de crédito no Brasil, explica como funciona e dá algumas dicas para aumentar esse importante índice de avaliação nacional. 

Score de crédito

Esta é uma pontuação que cada pessoa recebe, determinada por um histórico financeiro, e que bancos e lojistas usam para influenciar na hora de conceder ou não crédito. Todo consumidor que possui contas em seu nome tem, de forma automática, um score atrelado ao seu CPF. A pontuação do score varia entre 0 a 1000 e é calculada por instituições especializadas em pesquisa e monitoramento de crédito.

Publicidade

Como funciona

O funcionamento do score é bastante simples: à medida em que você paga suas contas em dia, o score vai sendo elevado. Esse sistema de sinalização de crédito é utilizado para informar a instituições financeiras e lojas de comércio e serviços se o consumidor tem um bom comportamento financeiro. Assim, a pontuação pode dizer se você tem chances de cair na inadimplência. Um score mais alto indica que você tem uma maior probabilidade de pagar seus débitos, e, com isso, maior facilidade na hora de conseguir crédito na praça. 

O que é considerado um bom score de crédito

Instituições de proteção de crédito consideram um bom score pontuações a partir de 700 pontos. É por isso que as pessoas que possuem um cadastro positivo corriqueiramente conseguem crédito alto e taxas interessantes junto às instituições financeiras. Veja os índices:

  • Score de 0 a 300 – valor baixo, pois configura que existe uma chance alta de inadimplência. Quem possui uma pontuação nesse nível tem menos chances de conseguir crédito e, quando consegue, os juros podem ser altos.   
  • Score de 301 a 699 – índice médio. Isso avalia um risco mediano de inadimplência. Quem possui um score nessa faixa tem mais chances de conseguir crédito com juros em valores intermediários.
  • Score de 700 a 899 – quem está nessa faixa tem um score bom, com baixo risco de inadimplência. Por isso, os limites de crédito costumam ser mais altos e os juros mais baixos. 
  • Score de 900 a 1000 – quem possui score nessa faixa tem uma pontuação excelente e as chances de inadimplência baixíssimas.  

Vantagens em ter um Score positivo

Manter um bom score, ou seja, com pontuação acima de 700, garante diversas vantagens para o consumidor: 

  • Maior probabilidade em conseguir crédito – Quanto maior o score, maiores são as suas chances de conseguir taxas de juros mais baixas e uma melhor aceitação das instituições financeiras e empresas para conceder crédito. 
  • Facilidade em financiamentos – Quanto mais as pessoas pagam as contas em dia ou até mesmo adiantado, maiores são as chances de conseguir crédito a juros mais baixos. 
  • Aumento no limite do cartão de crédito – Se você está cansado de solicitar aumento no limite do seu cartão de crédito e sempre receber uma negativa, a questão pode estar na pontuação do seu score. Por isso, é preciso estar atento. 
  • Maiores valores em empréstimos – Uma das vantagens de aumentar o score é ter um bom limite de crédito. Com isso, as chances de conseguir empréstimos e financiamentos com juros bem menores são mais altas.  

Como aumentar o score

  • Limpe seu nome – Estar com o nome limpo é fundamental para aumentar as chances de ter um score mais alto no CPF. Por isso, se você tem contas atrasadas, a melhor coisa a fazer é priorizar o pagamento dessas dívidas, negociando com os credores o quanto antes.
  • Pague em dia ou com antecedência – Ter um histórico de pagamento de contas em dia é fundamental para aumentar o score de crédito do CPF. Caso tenha dificuldade de organizar a sua rotina com o pagamento de contas, uma boa opção é incluir todas as contas no débito automático. Grande parte das empresas já oferecem esse serviço. Com isso, você não corre o risco de esquecer de pagar e ter o CPF negativado.
  • Mantenha informações atualizadas – Para isso, basta atualizar os seus dados pessoais nas instituições de avaliação de crédito e em bancos e birôs de crédito. Quanto mais precisas forem as informações básicas sobre você, como renda, endereço e telefone, mais confiável será o seu cadastro.
conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado