Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

USP cria programa de mentoria voltado para economistas mulheres

(Foto: Divulgação/EconomistAs)

Conseguir colocação no mercado em busca de uma oportunidades de trabalho na área de economia é desafiante para muitos estudantes e recém-formados. E devido ao preconceito, as mulheres são muito mais afetadas pelo desemprego.

Projeto

Foi com o objetivo de auxiliar essas mulheres que o Grupo de Pesquisa EconomistAs, da Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Atuária (FEA) da USP, que estuda as dimensões de gênero nas carreiras relacionadas à economia, criou o ECONecta. O foco do programa é conectar mulheres que acabaram de iniciar a carreira como economistas em contato com pessoas experientes e bem-sucedidas na área.

conteúdo patrocinado

“Existe pouco incentivo na carreira acadêmica em geral, e o programa de mentoria estruturada dá muito trabalho, sempre depende de uma pessoa só. Então resolvemos fazer todo esse trabalho para ter um alcance maior e foi assim que surgiu o programa ECONecta Foi uma aluna de pós-graduação do Insper que nos procurou com essa ideia de fazer algo mais ambicioso em termos de mentoria”, disse a professora do Departamento de Economia da FEA Paula Pereda, uma das coordenadoras da iniciativa, enfatizando que falta apoio para as profissional na área da economia.

O programa espera aumentar o sucesso profissional dessas jovens, ajudando-as na preparação de currículos, pitch (apresentação curta que busca exaltar as vantagens de um produto, ideia ou serviço), entre outros recursos necessários para se inserir no mercado. Além disso, a mentoria permitirá que elas possam ser aconselhadas nas muitas decisões que terão que tomar no início de suas carreiras.

“A ideia é que tenha um foco até maior, fora do eixo Rio-São Paulo. Porque a gente sente que as alunas de universidades como a USP, Unicamp ou algumas faculdades privadas de renome na economia já têm um pouco mais de oportunidades do que quem está em centros mais periféricos, mais afastados desse eixo”, afirma a coordenadora.

O programa de mentoria ECONecta é voltado para mulheres (de todas as faixas etárias) com vínculo universitário com até cinco anos (que terminaram a graduação, mestrado, doutorado e pós-doutorado nos últimos cinco anos), sendo, pelo menos um deles, em Economia. Para participar como mentoranda, basta preencher o formulário de inscrição.

Para aqueles que desejam fazer parte como mentores a inscrição deve ser feita neste link

EconomistAs

O grupo de pesquisa EconomistAs – Brazilian Women in Economics (BWE) foi criado em 2017 com o objetivo de estudar a desigualdade de gênero no Brasil e trabalhar para incentivar a inclusão das mulheres na carreira de economia. Além de Paula Pereda, também coordenam o projeto as professoras Maria Dolores Montoya Diaz e Fabiana Fontes Rocha, do mesmo departamento da FEA.

Fonte: Jornal da USP/ Mariana Marques

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado