Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Existe momento certo para realizar a sucessão? – Por Aleteia Lopes

Especialista em gestão de empresas familiares

*Coluna por Aletéia Lopes, 08/08/2022

Saber o momento ideal para iniciar um planejamento sucessório talvez seja um dos principais questionamentos dos fundadores das empresas familiares. Esta preocupação é bastante pertinente principalmente porque a falta de um bom planejamento sucessório é uma das principais causas de desaparecimento das empresas familiares, segundo pesquisas. No entanto, existe realmente o melhor momento para iniciar a sucessão? Ou esse assunto permanece um tabu por muitos fundadores ainda associarem a palavra sucessão à própria morte?

Quando sou indagada em minhas palestras sobre qual o melhor momento de realizar a sucessão, eu geralmente respondo: “Foi ontem!”. Principalmente, porque o melhor momento sempre é aquele onde a família está tranquila, sem conflito e com o fundador vivo e saudável para ajudar em todo o processo. E é importante, que o fundador entenda que realizar o planejamento sucessório não significa que ele precise se afastar completamente da empresa, ao contrário, ele pode permanecer nas suas atividades ou mudar sua forma de atuação, contribuindo de uma forma cada vez mais estratégica.

conteúdo patrocinado

É importante também ressaltar alguns pontos que precisam ser analisados no momento de realizar um processo sucessório, são eles:

  •         Qual o ciclo de maturidade que o negócio se encontra e qual a geração da família que está envolvida no negócio;
  •         Qual o perfil e nível de maturidade pessoal e profissional dos possíveis sucessores e do sucedido; e
  •         Se existe um planejamento tributário e societário de destinação do patrimônio, suas disposições e limitações legais.

Um outro ponto que muitas vezes se torna um empecilho para se pensar no melhor momento de um processo sucessório é a delegação de poder de gestão que o fundador precisa iniciar e ele na maioria das vezes tem bastante receio de entregar a sua empresa nas mãos de outra pessoa, mesmo essa pessoa sendo alguém da sua família. E isso é algo difícil de mapear porque muitas vezes é totalmente inconsciente. Por isso, é importante que esse processo seja conduzido por empresa especializada e que olhe também para a esfera do comportamento humano e não apenas para aspectos organizacionais e jurídicos.

É importante que o afastamento do fundador da liderança dos negócios seja uma decisão dele e de forma gradativa, com assessoria profissional para que ele possa construir seu próprio plano de desenvolvimento individual. Pois as atitudes do sucedido possuem grande influência para que o sucessor tenha sucesso na liderança dos negócios e no equilíbrio das relações familiares entre as gerações.

**Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do ENB.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado