Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Endividamento atinge 77,9% da população brasileira, aponta pesquisa

Micro e pequenas empresas lideram dívidas
Imagem:Reprodução/Internet

O endividamento das famílias no Brasil atingiu um nível recorde em 2022, de acordo com um levantamento divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Segundo a pesquisa, 77,9% dos consumidores fecharam o ano com dívidas a vencer, o quarto recorde consecutivo.

Esse aumento representa um aumento de sete pontos percentuais em relação a 2021, quando a taxa foi de 70,9%. A pesquisa, chamada Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), consultou cerca de 18 mil pessoas em todas as capitais do Brasil e no Distrito Federal. O aumento do endividamento das famílias durante a pandemia é reflexo da inflação alta e das taxas de juros elevadas.

Segundo o levantamento da CNC, 78,9% das pessoas que recebem menos de dez salários mínimos têm contas a pagar, enquanto a taxa é de 74,3% entre aqueles que recebem mais.

Publicidade

Além disso, a pesquisa revelou o perfil do brasileiro endividado atualmente. A maioria são mulheres, com até 35 anos, ensino médio incompleto, renda de até dez salários mínimos e que moram nas regiões Sul e Sudeste do país.

Este levantamento é importante para investidores e economistas, pois indica que o endividamento das famílias brasileiras está em um patamar histórico e pode afetar o crescimento econômico e a estabilidade financeira do país.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado