Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Seca histórica na Argentina deve custar mais de US$ 20 bilhões em perdas agrícolas

Devido a uma seca histórica e a geadas no meio do verão, um consórcio de empresas agrícolas argentinas reduziu suas previsões para as safras de soja e milho desta temporada.

A Argentina, maior exportador mundial de óleo e farelo de soja e terceiro maior exportador de milho do planeta, foi atingida por uma grave seca descrita pela bolsa de grãos de Rosário como a pior em 60 anos.

O consórcio CREA alerta que o país poderia perder mais de US$ 20 bilhões neste ano devido às perdas agrícolas causadas pelo desastre climático. A estimativa é que a Argentina produzirá 38% menos soja e 30% menos milho do que o previsto inicialmente.

conteúdo patrocinado

O CREA disse que as previsões podem ser revisadas ainda mais para baixo nas próximas semanas. A bolsa de grãos de Buenos Aires também reduzirá sua previsão de colheita de soja atual de 33,5 milhões de toneladas nas próximas semanas.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado