JBS registra prejuízo de R$ 1,5 bi no primeiro trimestre

A JBS encerrou o primeiro trimestre de 2023 com prejuízo líquido de R$ 1,5 bilhão ante lucro líquido de R$ 5,142 bilhões, ou R$ 2,29 por ação, verificado em igual período de 2022, informou a empresa.

A receita líquida foi de R$ 86,683 bilhões, queda de 4,6% em relação aos R$ 90,866 bilhões do primeiro trimestre do ano passado. A dívida líquida da companhia somou R$ 83,746 bilhões, 26% superior à reportado em igual trimestre de 2022, de R$ 66,488 bilhões. Já a alavancagem, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, ficou em 3,14 vezes em reais e 3,16 vezes em dólares no primeiro trimestre, contra 1,36 vez e 1,53 vez, respectivamente.

As vendas no mercado interno, que responderam por metade da receita da unidade, totalizaram R$ 5,2 bilhões, aumento de 13,5% ante igual período de 2022. No mercado externo, a receita líquida da Seara foi de US$ 991 milhões, um crescimento de 5,3% em relação ao primeiro trimestre de 2022. O resultado financeiro líquido da empresa ficou negativo em R$ 1,55 bilhão, contra um resultado também negativo de R$ 210,073 milhões no primeiro trimestre de 2022.

Em comunicado, a JBS disse que no mercado doméstico o cenário macroeconômico continua bastante desafiador, pressionando o consumo de carne bovina. “A venda na categoria de carne bovina in natura caiu 5% na comparação anual, apesar da queda de 6% dos preços médios, parcialmente compensado pelo aumento de 1% nos volumes”, aponta.

O CEO global da empresa, Gilberto Tomazoni, comentou que o segundo trimestre e o terceiro trimestre de 2023 tendem a ser melhores, principalmente na unidade de negócios dos Estados Unidos, somado a melhorias na logística mundial.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado