Magazine Luiza prevê menores preços nas lojas físicas em comparação ao e-commerce

(Imagem: Internet)

O diretor-presidente do Magazine Luiza, Frederico Trajano, afirmou em teleconferência de resultados que os preços nas lojas físicas devem se tornar mais atrativos em comparação aos do e-commerce. Essa mudança ocorrerá devido ao retorno do Difal ICMS (diferença entre o tributo na origem e no destino) para operações interestaduais, que começou a vigorar no início deste ano e exige o repasse de preços ao consumidor para as compras online.

Embora essa diferenciação de preços entre lojas físicas e online ainda não tenha se refletido nos resultados do primeiro trimestre da empresa, Trajano acredita que terá efeito nos próximos balanços. Ele destacou o potencial de materialização dessa mudança nos próximos trimestres.

A reintrodução do imposto ocorre em um momento crucial para o Magazine Luiza. No primeiro trimestre, pela primeira vez, o volume de vendas no marketplace superou o das lojas físicas. Nesse contexto, a cobrança do Difal afeta diretamente a varejista.

Apesar de repassar os preços para o consumidor, Trajano ressaltou que esse repasse está abaixo dos concorrentes. No entanto, os resultados da empresa no primeiro trimestre e a teleconferência não foram bem recebidos pelos investidores, levando a uma queda de 15,98% nas ações do Magalu.

No relatório divulgado na segunda-feira (15), a companhia registrou um aumento anual no prejuízo, atingindo R$ 391,2 milhões no primeiro trimestre, em comparação com R$ 161,3 milhões no mesmo período do ano anterior. O Magazine Luiza justificou esse resultado com a reintrodução do Difal e o aumento das despesas financeiras.

Durante a teleconferência, Trajano ressaltou que, embora o cenário macroeconômico se mantenha desafiador, com juros altos que aumentam as despesas financeiras da varejista, a empresa apresentou bons resultados operacionais no primeiro trimestre. Ele destacou recordes, como o crescimento de 6 pontos percentuais na participação de mercado e o aumento das vendas em todos os canais da companhia.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado