Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Banco Central Europeu sobe os juros para combater inflação enquanto economia enfraquece

Imagem: Pixabay

O Banco Central Europeu (BCE) tomou a decisão de aumentar os juros pela oitava vez consecutiva, elevando-os em 25 pontos-base para 3,5%. Essa medida marca o nível mais alto desde 2001 e reflete a postura do BCE em conter a inflação elevada, mesmo diante de um enfraquecimento da economia da zona do euro. O objetivo é manter a estabilidade financeira e evitar que a inflação saia do controle.

O BCE, responsável pela política monetária dos 20 países que compartilham o euro, também anunciou que espera que a inflação permaneça acima da meta de 2% até o ano de 2025. Além disso, indicou que poderá haver mais aumentos nos próximos meses, demonstrando sua determinação em controlar os índices inflacionários.

Apesar do crescimento da zona do euro estar praticamente estagnado, e a inflação estar moderada há meses, graças aos preços mais baixos da energia e às taxas de juros historicamente elevadas do BCE, a instituição considera que a inflação atual, que se encontra em 6,1%, ainda é inaceitavelmente alta. O BCE está preocupado com o aumento dos preços subjacentes, que não incluem alimentos e energia, os quais estão apenas começando a desacelerar.

Publicidade

Em contraste, o Federal Reserve dos Estados Unidos anunciou na quarta-feira (14/06) a interrupção de uma série de 10 aumentos consecutivos nos juros. Essa ação do Fed indica aos investidores ao redor do mundo que o ciclo de aperto monetário nas economias desenvolvidas está chegando ao fim. No entanto, é importante ressaltar que ainda pode haver algumas altas de juros nos EUA.

O BCE, por sua vez, elevou suas projeções de inflação para este ano, o próximo e até mesmo para 2025. A previsão é de que a inflação se mantenha em 2,2%, o que fica acima da meta estabelecida pelo banco central. O BCE reconhece que essa situação pode ser desafiadora, mas considera necessário adotar medidas para evitar uma inflação descontrolada que prejudique a economia da zona do euro.

O Banco Central Europeu segue uma política de contenção, aumentando os juros pela oitava vez consecutiva, buscando combater a inflação elevada, mesmo diante de um enfraquecimento da economia. Embora a zona do euro enfrente dificuldades de crescimento, o BCE mantém-se firme em sua luta contra a inflação e prevê mais altas nos próximos meses. O objetivo é manter a estabilidade financeira e controlar os índices inflacionários, mesmo que isso signifique enfrentar desafios econômicos significativos.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado