Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Dica de Nath Finanças provoca rebuliço em bancos

Nath Finanças, influenciadora digital, está provocando uma onda de questionamentos nas centrais de atendimento dos principais bancos do Brasil após uma série de postagens sobre cobranças indevidas de tarifas bancárias. A revelação, que se tornou viral nesta semana, instigou uma corrida de internautas em busca de reembolsos e a mudança para contas correntes gratuitas.

Nath Finanças, cujo nome verdadeiro é Nathalia Rodrigues, é uma influenciadora digital brasileira conhecida por disseminar educação financeira de forma descomplicada em suas redes sociais. Formada em Administração Pública pela UFF (Universidade Federal Fluminense), ela usa sua experiência e conhecimento para educar seus seguidores sobre economia pessoal, investimentos e direitos do consumidor, sempre de forma acessível e direta. Nath é frequentemente reconhecida por seu trabalho, sendo considerada uma das principais vozes na educação financeira digital no Brasil.

Em recentes publicações, a influenciadora digital instruiu seus seguidores a migrar suas contas para opções gratuitas, que não exigem o pagamento de mensalidade ou pacotes de tarifas, e a reivindicar reembolsos por cobranças feitas em meses anteriores. Ambas as ações, a opção de conta corrente básica gratuita e a devolução de tarifas previamente cobradas sem apresentar a alternativa gratuita, são obrigações dos bancos e um direito dos correntistas, segundo o Banco Central (BC).

Publicidade

O assunto veio à tona quando uma seguidora compartilhou que ainda estava pagando tarifa bancária, explicou Nath em um vídeo para a CNN. Ela acrescentou: “Foi quando eu decidi tratar novamente o tema das tarifas bancárias e a solicitação de reembolso, que é um direito quando a cobrança é indevida ou quando o cliente desconhece a existência de um pacote de serviços essenciais gratuitos”.

Em resposta, a Febraban, que representa os bancos, afirmou que as instituições financeiras seguem a regulamentação do Banco Central no momento de abrir a conta-corrente, apresentando todas as opções de serviços bancários e seus respectivos custos, incluindo os essenciais. A entidade também reforçou que não há custos caso o cliente decida mudar para os serviços essenciais.

O Banco Central, por sua vez, lembrou aos consumidores que a abertura e a manutenção de um relacionamento com a instituição financeira é uma decisão conjunta entre cliente e banco. No entanto, ressaltou que os consumidores que se sentirem prejudicados, por exemplo, com a cobrança indevida de tarifas, podem entrar em contato diretamente com o banco para solicitar o reembolso.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado