Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Leilão da vaca brasileira: recorde com venda por R$ 6,993 milhões

Foto: Casa Branca e Agropecuária / reprodução

No leilão histórico da vaca brasileira Viatina-19, um terço do animal foi vendido por um valor impressionante de R$ 6,993 milhões, marcando um recorde no mercado. A empresa Nelore HRO, com sede em Arandu (SP), adquiriu essa parcela da propriedade, que será compartilhada com a Casa Branca Agropastoril e a Agropecuária Napemo.

A valorização excepcional dessa vaca se deve às suas características produtivas e linhagem de pedigree, o que oferece um alto retorno financeiro para os investidores.

De acordo com a Casa Branca, nos últimos 12 meses, a Viatina-19 gerou negócios no valor total de R$ 6,849 milhões, incluindo prenhezes e bezerras. O objetivo do melhoramento genético é transmitir sua genética aos descendentes, resultando em uma produção de carne mais eficiente em termos de tempo e espaço.

Publicidade

Nascida em 17 de janeiro de 2019, a Viatina-19 é filha de Landau da Di Gênio. Landau, cuja metade dos direitos já foi vendida por R$ 1,26 milhão em 2018 (R$ 1,69 milhão, ajustado pela inflação), tem uma linhagem valorizada. Além disso, Sophie Ourofino, também filha de Landau e irmã de Viatina-19 pelo lado paterno, foi vendida por R$ 1,59 milhão (R$ 1,86 milhão) em um leilão virtual realizado em 2021.

O leilão da Viatina-19 não apenas destaca o valor comercial dos animais de elite, mas também ressalta a importância do investimento em genética de qualidade para impulsionar a produção pecuária brasileira. O mercado reconhece o papel fundamental do melhoramento genético na obtenção de animais mais produtivos e eficientes, proporcionando benefícios para a pecuária nacional.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado