Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Taxas turísticas na Europa: O que saber

Foto: Victor Freitas/Pexels

Ao viajar pela Europa, muitos turistas se deparam com a chamada “taxa turística”, um valor adicional cobrado pela maioria das cidades aos visitantes que pernoitam. Geralmente, essa taxa é acrescida à conta no final da estadia, podendo em alguns casos ser paga em dinheiro. No caso de acomodações pelo Airbnb, os anfitriões frequentemente solicitam o pagamento no momento da chegada.

Nesta sexta, a União Europeia anunciou uma taxa de sete euros para viajantes de países que dispensam visto. 

Mas para onde vai esse dinheiro? Em muitos casos, esses impostos têm o propósito de contribuir para a manutenção de serviços públicos que podem ser impactados pela presença de turistas, como coleta de lixo e limpeza de ruas. Um exemplo recente é Amsterdã, que direcionou 7 milhões de euros (aproximadamente R$ 37 milhões) para melhorar sua rede de transporte público.

Publicidade

É importante destacar que essas taxas geralmente são aplicadas por um período determinado, muitas vezes limitado a uma semana. Isso significa que se você estender sua estadia, pode acabar recebendo um desconto proporcional.

Entretanto, há exceções notáveis, e uma delas era o Reino Unido. No entanto, essa realidade está começando a mudar. Manchester, por exemplo, se tornou a primeira cidade britânica a implementar uma taxa de £1 (cerca de R$ 6,15) sobre pernoites em março de 2023. Edimburgo parece estar seguindo os passos de Manchester, e o País de Gales também planeja adotar uma “taxa de visitação” para os visitantes que pernoitam.

Viajantes devem estar cientes dessas variações e planejar seu orçamento de acordo ao visitar diferentes destinos europeus.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado