Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

123milhas: pedido de recuperação judicial de R$ 2,3 bilhões

A 123milhas, uma das principais empresas do segmento de viagens, surpreendeu seus clientes nesta terça-feira (29) ao anunciar, por meio de um comunicado em seu site, que havia ingressado com um pedido de recuperação judicial. Esta ação, avaliada em R$ 2,30 bilhões, foi protocolada no Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG).

No documento encaminhado à 1ª Vara Empresarial de Belo Horizonte, a 123milhas e as companhias associadas ao grupo destacaram enfrentar “a pior crise financeira desde suas fundações”. Durante 180 dias, a empresa pleiteia a suspensão de todas as execuções contra seu patrimônio e de medidas extrajudiciais de órgãos de defesa do consumidor.

Em Minas Gerais, os processos judiciais contra a 123 Milhas já superam a marca de 1,3 mil. Adicionalmente, a Secretaria Nacional do Consumidor alertou sobre a suspensão dos vouchers pela empresa, considerando-a uma quebra de contrato. Reuniões com os proprietários da 123milhas estão previstas para esta semana, visando minimizar danos aos consumidores.

Publicidade

Vale lembrar que a empresa já havia sinalizado problemas no dia 18 de agosto, ao anunciar a suspensão da emissão de passagens e pacotes promocionais para os meses entre setembro e dezembro.

Se a Justiça acolher o pedido da 123milhas, todos os processos movidos por credores serão encaminhados para os trâmites de recuperação judicial.

A 123milhas, em comunicado, reforçou que o pedido de recuperação visa principalmente “honrar os compromissos com clientes, ex-colaboradores e fornecedores”. A empresa acredita que, com a recuperação judicial, conseguirá negociar de forma eficaz com seus credores, buscando estabilizar sua saúde financeira.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado