Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Ações da Braskem caem com rebaixamento do UBS BB

Foto: Divulgação

Em um dia de desempenho positivo para o Ibovespa, as ações preferenciais série A da Braskem (BRKM5) estão entre as maiores quedas do índice. Por volta das 12h desta terça-feira (29), as ações caíam 3,28%, sendo cotadas a R$ 21,85, após chegarem a uma queda de 6,02%, a R$ 21,23, na mínima do dia.

A queda é resultado do rebaixamento da recomendação dos papéis para venda pelo UBS BB. Ainda mais, houve redução do preço-alvo de R$ 26 para R$ 20, representando um downside de aproximadamente 6% em relação ao fechamento anterior.

O UBS BB justifica sua decisão citando as preocupações com os “fundamentos” do setor petroquímico. No início de 2023, a perspectiva era mais otimista, mas desde fevereiro houve uma significativa deterioração na previsão dos spreads do setor, especialmente para o segundo semestre e 2024.

Os spreads da Braskem têm previsão para ficar entre 20% e 30% abaixo das expectativas anteriores. Ainda, há potencial para revisões em baixa dos lucros consensuais, dependendo das mudanças na oferta. Os preços do polietileno de nafta, polietileno de etanol e propileno devem estar abaixo das médias históricas.

Além disso, a incerteza em torno da venda da fatia da Braskem pela Novonor, que vem tentando se desfazer de sua posição na empresa, fica mais complicada devido ao momento desafiador do mercado.

Problemas políticos e questões relacionadas a Alagoas também contribuem para o cenário negativo. A exemplo do colapso do solo em Maceió em 2018, que forçou cerca de 50 mil pessoas a deixarem suas casas. O UBS BB conclui que as ações das negociações seguirão em acordo com os fundamentos atuais e rebaixou a recomendação para venda.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado