Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

PIB do Brasil cresce 0,9% no segundo trimestre de 2023

Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta sexta-feira (1º) os números do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil referentes ao segundo trimestre de 2023. Segundo os dados apresentados, o PIB registrou um crescimento de 0,9% em relação aos três meses anteriores, marcando uma desaceleração em comparação ao desempenho observado no primeiro trimestre do ano, quando o agronegócio teve um papel destacado.

Este resultado representa o oitavo trimestre consecutivo de crescimento positivo para o PIB do país, consolidando a recuperação econômica após o período de instabilidade. Embora seja um avanço em relação ao trimestre anterior, o resultado do segundo trimestre é inferior ao registrado no primeiro trimestre, que havia sido revisado de 1,9% para 1,8%.

Na comparação com o segundo trimestre de 2022, o PIB apresentou um crescimento de 3,40%, superando as expectativas do mercado, que projetavam um avanço de 2,7%. As projeções do mercado variavam entre 0,4% e 3,6%. De acordo com o IBGE, a atividade econômica agora se encontra 7,4% acima do nível pré-pandêmico, registrado no quarto trimestre de 2019, atingindo o ponto mais alto desde o início da série histórica em 1995.

Publicidade

A expansão do PIB no segundo trimestre é atribuída ao desempenho positivo da indústria, que cresceu 0,9%, e dos serviços, com um aumento de 0,6%, de acordo com dados do instituto. No entanto, o setor agropecuário registrou uma contração de 0,9% no trimestre, o que marca uma reversão após o impressionante crescimento de 21,0% no primeiro trimestre. Essa contração se deve, principalmente, à elevada base de comparação.

O consumo das famílias teve um avanço de 0,9% no segundo trimestre, enquanto o consumo do governo cresceu 0,7%. Os investimentos, medidos pela Formação Bruta de Capital Fixo, apresentaram um crescimento de 0,1%. A taxa de investimento correspondeu a 17,2% do PIB, uma redução em relação ao mesmo período de 2022, quando estava em 18,3%.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado