Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Fundo Verde tem oportunidades com cenário sustentável brasileiro

Se for considerado desde o primeiro título verde, emitido em 2015, o ano de 2021 já representa 48% de todas as emissões (em valor monetário), percentual que deve crescer até dezembro. 
(Foto: Divulgação/Pexels

No cenário financeiro brasileiro, agosto trouxe consigo desafios e oportunidades únicas, de acordo com Luis Stuhlberger, um dos mais renomados gestores de investimentos do país. O fundo Verde, que alcançou incríveis ganhos de mais de 22.900% após taxas desde o seu lançamento em 1997, revelou sua visão sobre as recentes oscilações nos mercados.

A correção dos mercados brasileiros durante o mês de agosto trouxe algumas oportunidades de compra que não passaram despercebidas pelo Fundo Verde. Em um momento em que os investidores estavam apreensivos devido ao cenário fiscal do Brasil, o fundo decidiu tomar medidas estratégicas.

O Brasil sofreu o impacto das altas taxas de juros globais e preocupações crescentes sobre a atividade econômica na China. Esse cenário internacional acabou ampliando o ruído em torno das questões fiscais locais, criando um ambiente de incerteza.

Publicidade

De acordo com uma carta enviada aos cotistas, a equipe de gestão do Fundo Verde enfatizou seu foco na resiliência do crescimento, que continuou a surpreender positivamente. Além disso, eles se mostraram atentos às oportunidades decorrentes de deslocamentos técnicos nos mercados locais.

Aumentando sua exposição à bolsa brasileira e ampliando as vendas de dólar contra o real, o Fundo Verde demonstrou confiança em sua estratégia.

Além dessas mudanças, o Fundo Verde optou por manter sua posição comprada em inflação implícita no Brasil. Essa abordagem equilibrada reflete a confiança de Stuhlberger e sua equipe na capacidade do país de superar os desafios econômicos.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado