Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Vendas no varejo tem queda de 1,9% em agosto, diz Cielo

Foto: Pexels

As vendas no varejo em agosto apresentaram uma queda de 1,9% em relação ao mesmo período do ano anterior, de acordo com informações divulgadas nesta terça-feira (12) pela empresa de meios de pagamento Cielo. Essa análise exclui os efeitos da inflação, proporcionando uma visão mais precisa do desempenho do setor.

O índice ICVA, calculado mensalmente pela Cielo com base em dados de aproximadamente 1 milhão de varejistas credenciados à empresa, indicou um aumento de 0,9% nas vendas nominais de agosto, na mesma comparação.

Carlos Alves, vice-presidente de produtos e tecnologia da Cielo, comentou sobre o cenário geral, destacando que o desempenho do varejo não foi ainda mais negativo devido ao impacto positivo das companhias aéreas. Ele ressaltou que, ao desconsiderar a contribuição desse setor, a queda total no mês atingiu 2,6%.

Publicidade

O segmento que mais influenciou a retração nas vendas de agosto foi o de bares e restaurantes. Acredita-se que a alta da inflação, que se situou acima da média nesse setor, tenha contribuído para esse resultado.

Analisando as diferentes regiões do país, todas apresentaram uma redução nas vendas no varejo em termos deflacionados. O Nordeste registrou o maior recuo, com uma queda de 4%, seguido por uma retração de 2,9% no Norte, 2,4% no Centro-Oeste, 1,6% no Sul e 0,9% no Sudeste.

O levantamento da Cielo revelou que os macrossetores de bens duráveis e semiduráveis e serviços tiveram, pelo sexto mês consecutivo, uma diminuição nas vendas. No caso dos bens duráveis, o segmento com o desempenho mais fraco em agosto foi o de materiais para construção.

Apagão

O apagão que atingiu 25 Estados do Brasil em 15 de agosto teve um impacto negativo no setor varejista, resultando em uma queda de 4,8% no faturamento do setor, de acordo a Cielo.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado