Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Katy Perry vende catálogo de músicas por R$1,09 bi

Foto: divulgação/Instagram

A cantora americana Katy Perry surpreendeu o mundo da música ao fechar um acordo milionário com a Litmus Music, empresa cofundada pelo ex-presidente da gravadora Capitol Records, Dan McCarrol, como anunciado nesta segunda-feira (18). O valor da transação, embora não divulgado oficialmente, foi estimado em impressionantes US$ 225 milhões, o equivalente a cerca de R$ 1,09 bilhão, segundo informações da revista Billboard.

O contrato abrange os direitos de publicação dos cinco álbuns lançados por Katy Perry entre os anos de 2008 e 2020, incluindo sucessos marcantes como “One of the Boys”, “Teenage Dream”, “Prism”, “Witness” e “Smile”. Este tipo de negócio, em que o artista recebe um pagamento adiantado em troca das futuras receitas geradas pela música a longo prazo, tem se tornado cada vez mais popular, especialmente com o advento das plataformas de streaming, que remuneram os artistas a cada reprodução.

Para os investidores, essa modalidade representa uma oportunidade de investimento resiliente a flutuações econômicas, uma vez que não é tão afetada por variáveis macroeconômicas, como taxas de juros ou crises geopolíticas. É importante ressaltar que, apesar da transferência dos direitos de publicação, os cantores e compositores mantêm o controle sobre a utilização de suas obras, podendo influenciar decisões cruciais sobre seu uso.

Publicidade

Contexto Internacional e Nacional

No cenário internacional, não é apenas Katy Perry que optou por essa estratégia. O renomado cantor canadense Justin Bieber também fechou um acordo semelhante no início do ano, vendendo seu catálogo por impressionantes US$ 200 milhões, equivalente a cerca de R$ 970 milhões. Além disso, nos últimos anos, outros artistas consagrados como Bob Dylan (US$ 300 milhões), John Legend, Bruce Springsteen e Shakira também aderiram a essa tendência de negócio.

No âmbito nacional, músicos e compositores como Paulo Ricardo, Toquinho e o talentoso Philipe Pancadinha, autor de sucessos como “Largado às Traças” e “Bebi Liguei”, também entraram para a lista de artistas que optaram por ceder os direitos de suas músicas em troca de benefícios financeiros significativos.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado