Crescimento do PIB brasileiro: análise do 3º trimestre

Foto: Pexels

A economia brasileira apresentou um crescimento modesto de 0,1% no terceiro trimestre de 2023, comparado ao segundo trimestre do mesmo ano. Este dado, revelado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), superou as expectativas do mercado.

O Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil, em valores correntes, alcançou R$ 2,741 trilhões neste período. Este montante é composto por R$ 2,387 trilhões do Valor Adicionado a preços básicos e R$ 353,8 bilhões provenientes de Impostos sobre Produtos líquidos de Subsídios.

O setor industrial e de serviços, que juntos formam cerca de 70% da economia do país, foram os principais responsáveis por este crescimento, ambos registrando aumento de 0,6%. Nas indústrias, destacam-se as elevações nas Indústrias Extrativas e de Transformação, ambas com 0,1%, e na atividade de Eletricidade e gás, água, esgoto e atividades de gestão de resíduos, com um notável aumento de 3,6%. Contudo, a Construção apresentou uma retração de 3,8%.

No setor de Serviços, observou-se um crescimento em várias atividades. As atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados, atividades imobiliárias, e informação e comunicação cresceram 1,3%, 1,3% e 1,0%, respectivamente. Outras atividades de serviços, administração, defesa, saúde e educação públicas e seguridade social, e comércio também apresentaram crescimento.

Em contraste, o setor de transporte, armazenagem e correio teve um declínio de 0,9%. A agropecuária, por sua vez, foi o único grande setor a apresentar retração no trimestre, com uma queda de 3,3%, influenciada principalmente pela safra de soja concentrada no primeiro semestre.

Analisando a demanda, o consumo das famílias aumentou 1,1%, enquanto a despesa do consumo do Governo cresceu 0,5%. Nas relações exteriores, as Exportações subiram 3,0%, e as Importações caíram 2,1%. A Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) no país teve uma redução de 2,5%.

Em uma comparação anual, o PIB do terceiro trimestre de 2023 cresceu 2,0% em relação ao mesmo período de 2022. A agropecuária se destacou com um crescimento de 8,8%, impulsionada por produtos como milho, cana-de-açúcar, algodão herbáceo e café, além das estimativas da pecuária. A indústria cresceu 1,0%, com destaque para Eletricidade e gás, água, esgoto e atividades de gestão de resíduos, que tiveram um aumento de 7,3%. No mesmo período, os serviços avançaram 1,8%, com atividades financeiras, de seguros e serviços relacionados liderando com um aumento de 7,0%.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado