Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Inflação argentina cresce em dezembro

Argentina
Foto: Angelica Reyes/Unsplash

No último mês, a Argentina testemunhou uma ascensão histórica na taxa de inflação, chegando a 28% em dezembro.

Este aumento é o maior desde o início da década de 1990 e é resultado direto da desvalorização do peso, uma decisão tomada pelo presidente Javier Milei.

Javier Milei, considerado um ‘outsider’ na política argentina, assumiu o cargo em meados de dezembro. Sua medida radical de desvalorizar o peso em mais de 50% visava equilibrar a disparidade entre a taxa de câmbio oficial e as taxas paralelas.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Entretanto, essa ação desencadeou uma inflação reprimida. Ou seja, afetando principalmente os preços de alimentos, vestuário e transporte.

Segundo Eugenio Mari, economista-chefe da Fundación Libertad y Progreso, a aceleração da inflação recebeu impulso da elevação dos preços dos bens comercializáveis, especialmente alimentos e bebidas, que aumentaram em torno de 35% ao mês.

Perspectivas dos analistas e a realidade argentina

A mediana das previsões de analistas locais e estrangeiros colocou a inflação em variados patamares. Eles vão de 16,9% a 31,5% para dezembro.

Enquanto isso, a agência oficial de estatísticas Indec anunciará os dados oficiais em breve. Porém, a estimativa é que a Argentina terá uma inflação anual que deve chegar a 200%.

O contexto da inflação galopante

A inflação na Argentina vem aumentando nos últimos anos, exacerbada por déficits fiscais, baixa confiança no peso e impressão de dinheiro para financiamento do governo.

Esta situação marca a pior crise econômica do país em duas décadas.

Medidas de austeridade de Milei e reconhecimento da crise

Milei, alertando sobre o risco de hiperinflação sem as medidas de austeridade e cortes de gastos planejados, reconheceu que a inflação em dezembro provavelmente ficará em torno de 30%, um número ligeiramente superior ao previsto inicialmente.

À medida que a Argentina encerra o mês de dezembro, o país enfrenta uma realidade econômica desafiadora, marcada por uma inflação sem precedentes.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado