Corsan finaliza processo de privatização e venda de ações

Corsan
Foto: Divulgação/Corsan

A companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) concluiu com sucesso seu processo de privatização. Este movimento estratégico marcou uma transição significativa para a empresa, estabelecendo um novo capítulo em sua história corporativa.

Divisão e Venda de Ações

Durante a Oferta Pública de Ações (OPA), a Corsan vendeu um total de 78.221 ações, o que corresponde a 0,090% de seu capital social. Esta venda foi dividida igualmente entre ações ordinárias e preferenciais classe “A”. As ações ordinárias, que representavam 0,817% do total de ações ordinárias da empresa, e as ações preferenciais classe “A”, constituindo 2,465% do total de tais ações, foram comercializadas ao preço unitário de R$ 6,59.

Novo Controle Acionário

Como resultado da privatização, a Parsan S.A. e a Saneamento Consultoria S.A. (Sanco), integrantes do Consórcio Aegea, assumiram o controle da Corsan. Esta transição representa uma mudança significativa na gestão e operações da Corsan, e, portanto, prometendo novos direcionamentos para a empresa no setor de saneamento.

Perspectivas Futuras

Em resumo, o fechamento da privatização da Corsan abre caminho para novas estratégias e desenvolvimentos dentro da empresa, agora sob a administração do Consórcio Aegea. Acompanha-se com expectativa as futuras iniciativas e impactos dessa mudança no mercado de saneamento.

Sobre o Consórcio Aegea

O Consórcio Aegea é um grupo empresarial brasileiro que atua no setor de saneamento básico. Sua atuação engloba diversas regiões do Brasil,  e é um dos principais players do setor no país. A Aegea se destaca por sua expertise em gestão de serviços de água e esgoto. Seu modelo de negócios é focado em eficiência operacional, inovação e sustentabilidade.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado