Pesquisar
Close this search box.

Companhia de energia faz pagamento incorreto de R$30 milhões

Pagamento incorreto em debênture da Light (Foto: Divulgação/Agência EPBR)
Pagamento incorreto em debênture da Light (Foto: Divulgação/Agência EPBR)

Na última quinta-feira (15), um evento inesperado ocorreu com a Light, uma empresa atualmente em recuperação judicial. Por um engano operacional, a companhia realizou o pagamento incorreto do cupom de uma debênture, resultando em um desembolso não planejado superior a R$ 30 milhões. Esse incidente gerou preocupações imediatas devido à situação financeira delicada da empresa.

Detalhes do incidente

Credores foram surpreendidos com o recebimento de juros sobre as debêntures da série LIGHB0, emitidas em 15 de agosto de 2020. O pagamento, efetuado por engano, foi identificado como um erro operacional atribuído ao Itaú Unibanco, instituição encarregada pela custódia dos títulos.

Ação rápida para correção

Imediatamente após a identificação do pagamento incorreto, a Light contatou o Itaú Unibanco para solicitar o ressarcimento dos valores indevidamente pagos. O Itaú, por sua vez, confirmou o equívoco e comprometeu-se a realizar a regularização dos créditos, assegurando que a Light e seus investidores não sofreriam prejuízos.

Impacto e resolução

A debênture envolvida no incidente, conhecida como LightB0 e com vencimento em 2025, tem uma emissão total de R$ 600 milhões e oferecia um cupom de 5,0867% ao ano. O pagamento incorreto da debênture colocou em evidência os desafios de gestão da empresa, mas a pronta ação de correção minimizou possíveis impactos negativos.

Gestores de fundos detentores da debênture comentaram o incidente como indicativo dos desafios enfrentados pela administração da Light. Contudo, a garantia de que os credores não teriam prejuízos, com o reembolso do montante desembolsado até o final do dia, demonstrou a eficiência das medidas corretivas adotadas.

Entendendo debêntures

Vale lembrar que as debêntures são valores mobiliários emitidos por empresas que buscam captar recursos sem necessariamente abrir seu capital a novos sócios. Esses títulos representam um empréstimo feito pelo investidor à empresa, que se compromete a devolver o valor com juros após um período definido. Um pagamento incorreto de uma debênture, como a do caso da Light, pode pôr em xeque a reputação de uma empresa.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado