Pesquisar
Close this search box.

STF julga vínculo entre Uber e motorista em repercussão geral

STF julga vínculo entre Uber e motorista em repercussão geral
O caso pode ser julgado em conjunto ou depois do processo envolvendo a Uber (Carlos Moura/SCO/STF).

O Supremo Tribunal Federal (STF) iniciou um julgamento crucial que discute a existência de vínculo de emprego entre a Uber e um motorista. Este caso, que já conta com a adesão da maioria dos ministros, poderá definir o futuro de aproximadamente 10 mil processos similares em espera na Justiça do Trabalho. A decisão do STF servirá de referência para todos os casos que tratam do mesmo assunto, que ficarão suspensos até a deliberação final da Corte, ainda sem data prevista.

O processo em questão foi movido contra a Uber, argumentando o reconhecimento do vínculo empregatício. Até o momento, seis ministros seguiram o voto do relator, Edson Fachin, incluindo Flávio Dino, Cármen Lúcia, Alexandre de Moraes, Luiz Fux e André Mendonça. O julgamento ocorre no ambiente virtual e está programado para encerrar na próxima sexta-feira, aguardando os votos dos demais ministros.

O relator do caso, ministro Edson Fachin, destacou a importância de se estabelecer um entendimento uniforme sobre a questão, devido à sua relevância jurídica, social e econômica. Ele também mencionou a existência de decisões conflitantes nas instâncias inferiores, gerando insegurança jurídica. Fachin ainda afirmou que o tema é um dos “mais incandescentes na atual conjuntura trabalhista-constitucional”.

Espera-se que a decisão do STF não apenas esclareça o status dos motoristas de aplicativos como empregados ou contratados independentes, mas também harmonize os direitos trabalhistas com os interesses econômicos das partes envolvidas. Esta jurisprudência do STF será fundamental para casos futuros, não se limitando apenas à Uber, mas estendendo-se a outras plataformas de serviço similares.

Além deste caso, outros processos relacionados ao vínculo empregatício em plataformas digitais, como o da Rappi, já foram considerados pelo STF, indicando a crescente necessidade de diretrizes claras sobre o assunto. A decisão final sobre o caso da Uber, portanto, é aguardada com grande expectativa, dado o seu potencial de influenciar profundamente o setor de trabalho digital no Brasil.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado