Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

FIESP: Evento discute o futuro da indústria e serviços no exterior

O Evento Nacional da Indústria e Serviços proporcionou um momento de conexão e colaboração entre a ApexBrasil e seus mais de 30 setores produtivos parceiros, melhorando a estratégia de promoção internacional dos setores industriais e de serviços.
O Evento da Indústria e Serviços fomentou a colaboração entre a ApexBrasil e seus parceiros em mais de 30 setores, otimizando a promoção internacional. (Foto: Ayrton Vignola/Fiesp)

Na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na última terça-feira (05/3), aconteceu a primeira edição do Encontro Nacional da Indústria e Serviços. Em parceria com a ApexBrasil, o evento visou promover as discussões aprofundadas sobre o futuro da indústria no cenário global. Este encontro marca um esforço significativo para entender e planejar o papel dos setores industrial e de serviços no mercado internacional.

Perspectivas do Setor pela Fiesp

Josué Gomes da Silva, presidente da Fiesp, enfatizou a posição estratégica do Brasil em contribuir para desafios globais como a segurança alimentar e a transição energética. Ressaltou a importância dessa contribuição na mitigação das mudanças climáticas. Além disso, mencionou o programa Nova Indústria Brasil, lançado pelo governo federal, destacando-o como um passo inicial vital para revitalizar a indústria nacional até 2033, apesar de reconhecer a necessidade de aprimoramentos, principalmente em termos de financiamento.

Investimento e Financiamento na Indústria

A alocação de R$ 300 bilhões em três anos foi discutida por Josué como insuficiente para as demandas do setor de transformação. Ele detalhou que a maior parte desse financiamento provém de instituições como o BNDES, Finep e Embrapii, indicando a necessidade de expansão dos recursos disponíveis para atender às necessidades crescentes da indústria.

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado

Prioridades Governamentais Reveladas

Geraldo Alckmin, vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC), apresentou as prioridades do governo, enfatizando o fortalecimento dos acordos comerciais, especialmente na América do Sul, e o impulso à indústria através da digitalização e da redução da burocracia. Destacou a reorientação do Brasil para a integração no mercado global, começando pelos vizinhos sul-americanos, e a importância do comércio intrarregional, mencionando a expansão do Mercosul e os acordos com Singapura e a União Europeia.

Conclusões e Metas Futuras

Por último, Alckmin citou realizações do governo no último ano e delineou objetivos futuros, incluindo a sustentabilidade e a redução do custo de capital como diretrizes para as políticas econômicas. Este enfoque nas metas a longo prazo reflete a dedicação do governo e das instituições participantes em moldar um futuro promissor para a indústria e serviços no Brasil, visando um posicionamento forte no mercado internacional.

Este encontro reafirma o compromisso do Brasil com o futuro da indústria e dos serviços, procurando estratégias que alinhem o país com as tendências globais e fortaleçam sua presença no mercado internacional.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado