Pesquisar
Close this search box.

Gigantes da tecnologia unem forças contra planos da Apple Store

Apple Store
(Foto: Divulgação/Apple)

Em um movimento recente no setor tecnológico, as gigantes Meta Platforms, Microsoft, X (anteriormente conhecido como Twitter), e Match Group (empresa do Tinder) se posicionam contra os planos da Apple Store. A união das gigantes da tech marca uma das mais importantes coalizões da indústria em anos recentes, desafiando diretamente as políticas de pagamento da gigante de Cupertino.

As empresas pediram a um juiz federal dos Estados Unidos que intervenha contra a proposta da Apple, alegando que ela vai contra as determinações de uma decisão judicial de 2021. Esta decisão acusou a Apple de práticas anticompetitivas por restringir os desenvolvedores a sistemas de pagamento internos da App Store. As companhias argumentam que o plano da Apple de abrir sua plataforma para opções de pagamento externas ainda impõe condições restritivas, limitando a competitividade e inovação no setor.

A oposição aos planos de pagamento na App Store vem na esteira da batalha legal da Epic Games contra a Apple, ecoando preocupações de que as políticas da App Store sufocam a competição e elevam os preços para os consumidores. O Departamento de Justiça dos EUA também planeja ação legal, acusando a Apple de criar barreiras aos concorrentes no acesso a recursos do iPhone.

O plano da Apple – que possui nove páginas e 2.900 palavras – descreve “dezenas de requisitos e limitações aos quais os desenvolvedores devem aderir para serem elegíveis para incluir um link externo de compra em seus aplicativos”, de acordo com a petição de Meta, Microsoft, X e Match.

Esta crítica coletiva ressalta o controle rigoroso da Apple sobre sua loja de aplicativos, gerando debates sobre equilíbrio entre segurança, privacidade dos usuários, e práticas de mercado justo. Apesar de um tribunal de apelações ter confirmado a necessidade da Apple permitir métodos alternativos de pagamento, as empresas argumentam que as novas regras propostas pela Apple ainda impõem taxas exorbitantes e restrições que limitam a eficácia dessas alternativas.

O processo da Epic

A Epic Games, conhecida pelo desenvolvimento do jogo online Fortnite, já havia lançado um processo legal contra a Apple, revivendo uma disputa na justiça que já viu muitos capítulos. Este novo processo levanta acusações de que a Apple não está implementando de forma justa as determinações judiciais referentes às opções de pagamento externas na App Store. Tim Sweeney, CEO da Epic Games, criticou a complexidade imposta pela Apple para o uso de sistemas de pagamento concorrentes. Ele detalhou que são necessários até 15 passos para adquirir um aplicativo através das novas diretrizes propostas pela fabricante do iPhone, um processo que, em sua visão, deveria ser simplificado.

Receba as últimas notícias do Economic News Brasil no seu WhatsApp e esteja sempre atualizado! Basta acessar o nosso canal: CLIQUE AQUI!

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado