Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Shell quer explorar gás natural na Venezuela, mas espera licença dos EUA

Shell espera licença dos EUA para prosseguir com projeto de gás natural. (Foto: Jethro Petrullo/Unsplash)
Shell espera licença dos EUA para prosseguir com projeto de gás natural. (Foto: Jethro Petrullo/Unsplash)

A Shell está em busca de uma licença de longo prazo dos Estados Unidos para prosseguir com o projeto de gás natural Dragon, situado nas águas venezuelanas, como confirmado por fontes à Bloomberg News. O campo de Dragon, rico em gás natural com até 4,2 trilhões de pés cúbicos de reserva, representa uma oportunidade tanto para a Venezuela quanto para Trinidad e Tobago.

Licença preliminar e extensões

Em janeiro de 2023, os Estados Unidos concederam a Trinidad uma licença de dois anos, permitindo o início das negociações e o desenvolvimento do campo de Dragon. Essa licença foi posteriormente estendida até outubro de 2025, permitindo que a Venezuela beneficiasse diretamente das vendas de gás. Adicionalmente, em dezembro, a Venezuela outorgou uma licença de 30 anos à Shell e à National Gas Company (NGC) de Trinidad, autorizando a produção e exportação do gás para Trinidad.

Shell propõe licença de 15 Anos

A Shell, visando garantir a viabilidade do investimento, pressiona por uma licença mais extensa nos EUA, propondo inicialmente um período de 15 anos. Essa licença mais longa seria crucial para a empresa co-desenvolver o campo de Dragon com a NGC e garantir a certeza do investimento.

conteúdo patrocinado

Espera por decisão final de investimento

Trinidad antecipa que a Decisão Final de Investimento (FID) para o projeto Dragon possa ocorrer no próximo ano. No entanto, a expiração da licença atual dos EUA antes da FID e do início da produção de gás indica a necessidade de uma nova autorização para avançar.

Discussões em andamento

O Ministro de Energia de Trinidad, Stuart Young, destacou a importância de uma licença de longa duração, dada a natureza prolongada da transação. Young discutiu a questão com autoridades dos EUA, incluindo o secretário de Estado adjunto para Recursos Energéticos, Geoffrey Pyatt, evidenciando o esforço de Trinidad para assegurar o sucesso do projeto.

Competição com o Projeto Manatee

Além do campo de Dragon, a Shell está envolvida em outro projeto de gás nas águas de Trinidad, o Manatee. Ambos competem para dar início à produção e suprir Trinidad com gás natural, alavancando a indústria de gás da região.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado