Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Itaú BBA eleva recomendação da Rede D’Or para “Compra”

Rede D'or (Divulgação)

No contexto atual do setor de saúde brasileiro, a Rede D’Or se destaca conforme apontado pelo Itaú BBA. A instituição financeira elevou a recomendação das ações da empresa de neutra para “compra”, ajustando o preço-alvo de R$ 30 para R$ 33. Este ajuste reflete um potencial de valorização estimado em 28%.

Repercussão no Mercado

A revisão da tese de investimento pelo BBA está impulsionando as ações, que registraram alta de 2,36% às 16h14, alcançando R$ 26,45. A reação do mercado reflete o impacto positivo da nova recomendação e as expectativas futuras para a empresa.

Oportunidades e Desafios

O Itaú BBA destaca que, apesar das incertezas de mercado, como o crescimento orgânico abaixo do esperado e os desafios com suas receitas, a Rede D’Or permanece um player importante no setor de saúde. O banco renova seu otimismo quanto à tese de investimento da empresa, enfatizando sua posição de liderança e potencial para capitalizar em oportunidades de crescimento e expansão por meio de aquisições estratégicas.

conteúdo patrocinado

A liderança da Rede D’Or no setor também é enfatizada pelo Itaú BBA, que observa a robustez da empresa mesmo diante de um ambiente desafiador.

Rede D’Or

Fundada em 1977 no Rio de Janeiro pelo cardiologista Jorge Moll Filho, inicialmente como Cardiolab, a Rede D’Or São Luiz cresceu para se tornar o maior grupo hospitalar privado do Brasil. Possui mais de 11.000 leitos e 69 hospitais, incluindo os da marca São Luiz.

Jorge Moll, hoje reconhecido como um dos bilionários brasileiros self-made pela Forbes, viu a expansão de sua empresa acelerar após 2010, quando o BTG Pactual se tornou acionista, facilitando a expansão para além do eixo Rio-São Paulo.

Em 2020, a Rede D’Or realizou um IPO na B3, arrecadando R$ 11,3 bilhões, marcando o terceiro maior IPO na história da bolsa brasileira. Posteriormente, em fevereiro de 2022, a empresa consolidou um acordo de associação com a SulAmérica, uma das maiores seguradoras independentes do Brasil. A fusão foi aprovada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) e pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), fortalecendo ainda mais a posição da Rede D’Or no mercado. Além disso, a empresa se tornou acionista da Qualicorp e hoje é avaliada em mais de R$ 65 bilhões.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado