Pesquisar
Close this search box.
conteúdo patrocinado

Rede Itaú de Cinema é vendida para conglomerado Cinesystem

Venda do Espaço Itaú de Cinema. (Foto: Divulgação/Itaú Cinemas)
Venda do Espaço Itaú de Cinema. (Foto: Divulgação/Itaú Cinemas)

O Itaú Unibanco confirmou nesta última quarta-feira (1), a venda do Espaço Itaú de Cinema, marcando o fim de um importante capítulo na história cultural do banco. A rede Cinesystem assumirá a operação das salas de cinema do Espaço Itaú.

Em nota, a empresa afirmou: “O Instituto Unibanco de Cinema, um dos braços culturais do Itaú Unibanco, comunica a venda de salas do Espaço Itaú de Cinema para a rede de cinemas Cinesystem, empresa com 25 anos de atuação no mercado exibidor. A operação inclui quatro complexos nas cidades de Brasília, Rio de Janeiro e São Paulo”.

Detalhes da transação

Após anunciar em fevereiro que estava em negociações com possíveis compradores, o Itaú concluiu a venda para a Cinesystem, que agora direciona os usuários do site do Espaço Itaú para a programação de suas próprias salas. Adicionalmente, as salas situadas na Rua Augusta, em São Paulo, serão geridas exclusivamente por Adhemar de Oliveira, que já era parceiro do Itaú no projeto do Espaço Itaú de Cinema.

conteúdo patrocinado

Venda do Espaço Itaú de Cinema: impacto cultural e operacional

O Espaço Itaú de Cinema, conhecido por sua dedicação à promoção da cultura e à exibição de filmes independentes e internacionais, encerrou suas operações sob a bandeira do Itaú, mas assegura que continuará a apoiar iniciativas culturais. Por outro lado, a Cinesystem, que passa a operar 27 complexos multiplex em 11 estados, amplia significativamente sua presença no mercado nacional, especialmente nos centros urbanos de São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília.

Histórico da rede

As salas do Espaço Itaú têm uma rica história cultural, tendo sido operadas inicialmente pelo Banco Nacional antes de passarem para o controle do Unibanco. Após a fusão dos bancos em 2008, a rede foi renomeada para Itaú, fortalecendo sua identidade ligada às artes e ao cinema. No entanto, a pandemia e a baixa ocupação das salas em algumas cidades levaram o Itaú a reconsiderar sua participação no setor.

Durante o período, a rede recebeu, pela primeira vez, cerca de R$ 25 milhões em financiamento da Lei de Incentivo à Cultura. Além disso, em 2021, optou por encerrar as atividades de suas unidades em Salvador, Porto Alegre e Curitiba, onde a taxa média de ocupação nas 17 salas de cinema se manteve abaixo de 20% durante mais de três anos.

Reação do setor e futuro das salas

A venda das salas do Espaço Itaú de Cinema representa uma mudança no cenário cultural e empresarial brasileiro. Enquanto a Cinesystem ganha uma maior participação de mercado, resta saber como a nova gestão influenciará a programação e as atividades culturais tradicionalmente associadas ao Espaço Itaú.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado