Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
Publicidade

Linha de crédito de R$ 10 bi para indústria do Rio Grande do Sul

Governo Federal visa ajudar indústria e comércio afetados

Enchentes - Chuvas - Destruição - Meio Ambiente - Rio Grande do Sul - Linha Branca
O rio Taquari subiu 24 metros nos últimos dias causando destruição na Cidades de Lajeado. (Imagem: Rafa Neddermeyer/Agência Brasil)

O governo federal está prestes a anunciar uma iniciativa para oferecer linhas de crédito subsidiadas destinadas a apoiar a indústria, o comércio e as cooperativas no Rio Grande do Sul, regiões fortemente impactadas pelas recentes enchentes.

O projeto está sendo discutido pelo Ministério da Fazenda e pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC). Sendo assim, o governo está negociando a criação de um fundo inicial de R$ 10 bilhões, que financiará as linhas de crédito.

Na versão mais recente do projeto, as taxas de juros estão sendo avaliadas entre 1% e 8% ao ano. No entanto, essas alíquotas ainda podem sofrer alterações, conforme informado por fontes envolvidas nas discussões.

Publicidade

Na última sexta-feira, Geraldo Alckmin, vice-presidente e ministro do MDIC, se reuniu com representantes da Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (FIERS). Portanto, durante o encontro, a FIERS apresentou uma série de pedidos, incluindo a criação de uma linha de crédito específica para a reconstrução das indústrias afetadas.

Além do crédito para reconstrução, o setor industrial do Rio Grande do Sul solicitou ao governo federal a desburocratização dos processos de ajuda e a possibilidade de anistia ou prorrogação de impostos. A indústria também pediu que o governo instituísse um programa emergencial de manutenção de emprego e renda, semelhante ao implementado durante a pandemia de Covid-19.

Impacto das enchentes

A FIERS informou que as enchentes afetaram nove em cada dez indústrias no Rio Grande do Sul. Assim, a recuperação completa dessas indústrias está estimada para levar, no mínimo, três anos.

A iniciativa de oferecer uma linha de crédito de R$ 10 bilhões. Outras medidas solicitadas são a busca para proporcionar um alívio financeiro para as indústrias e comércios locais, ajudando na recuperação econômica da região.

Veja também:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado