Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Conheça a história de empresas que ultrapassaram 100 anos

Como empresas se reinventaram ao longo do tempo

Empresas centenárias no Brasil e no exterior. (Foto: Divulgação/Casa da Moeda do Brasil)
Empresas centenárias no Brasil e no exterior. (Foto: Divulgação/Casa da Moeda do Brasil)

Manter-se relevante e próspero por mais de um século é um feito para qualquer empresa. Empresas como Disney, IBM e Coca-Cola são exemplos de corporações que souberam se reinventar e adaptar às mudanças do mercado ao longo dos anos. Além disso, desde suas origens modestas até se tornarem gigantes globais, essas empresas centenárias demonstram que a inovação constante e a coragem de mudar são essenciais para atravessar gerações e continuar crescendo. Por isso, separamos as histórias fascinantes e as estratégias de sucesso dessas empresas centenárias no Brasil e no exterior.

Empresas centenárias ao redor do mundo

Disney

Em 1923, Walt Disney iniciou sua carreira de animador no Kansas, criando animações que levariam à fundação da Disney. De tal maneira, o império de entretenimento começou modestamente e evoluiu, incluindo a criação de Mickey Mouse em 1927. Hoje, a Disney é sinônimo de sonho, com parques temáticos e um conglomerado de mídia que abrange estúdios de Hollywood e serviços de streaming.

IBM

A IBM, fundada em 1911, começou com sistemas de registro e tabulação de dados. Além disso, muito antes da revolução informática, a empresa apostava na tecnologia e informação. Hoje, a IBM é uma gigante global de software e computação em nuvem, tendo se reinventado várias vezes ao longo de sua história.

Publicidade

Coca-Cola

A Coca-Cola foi servida pela primeira vez em 1886, numa farmácia em Atlanta, EUA. Nesse sentido, com uma estratégia de marketing sofisticada, a bebida se espalhou por 200 países. Atualmente, a Coca-Cola desenvolve novas marcas e emprega 700 mil pessoas no mundo, mantendo-se relevante através das gerações.

L’Oréal

A L’Oréal surgiu em 1909 com tinturas de cabelo que marcaram a Belle Époque. Com isso, nos anos 1960, a empresa expandiu, acompanhando as mudanças sociais e a liberação feminina. Françoise Bettencourt Meyers, herdeira do controle da empresa, tornou-se a primeira mulher a acumular mais de US$ 100 bilhões.

Nestlé

Dois irmãos americanos fundaram uma empresa de leite condensado na Suíça em 1866. Henri Nestlé criou a farinha láctea para combater a mortalidade infantil. Em 1905, as duas empresas se uniram, formando a gigante global de alimentos conhecida como Nestlé.

Leia também:

Empresas com mais de 100 anos no Brasil

Casa da Moeda

Fundada em 1694, durante o Brasil Colônia, a Casa da Moeda é a empresa mais antiga do país. De tal modo, responsável pela produção de dinheiro, passaportes com chips e selos fiscais, o complexo industrial da estatal está em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio de Janeiro.

Mackenzie

Em 1870, missionários presbiterianos criaram a Escola Americana, embrião da atual Universidade Mackenzie. Nesse sentido, a instituição, que misturava meninas e meninos e incentivava o esporte, é mantida pelo Instituto Presbiteriano Mackenzie.

Estadão

O jornal A Província de S. Paulo começou a circular em 1875, durante o Império. Em 1890, foi renomeado para O Estado de S. Paulo. Júlio Mesquita, redator desde 1875, tornou-se o único proprietário em 1885. Ademais, seus herdeiros ainda controlam o jornal.

Bayer

Fundada na Alemanha em 1863, a Bayer chegou ao Brasil em 1896. A Chimica Industrial Bayer Weskott & Cia começou a produzir medicamentos no país em 1921, com foco na Aspirina. Além disso, em 1956, a empresa adquiriu uma fábrica em Belford Roxo, onde hoje funciona um parque industrial.

Light

Em 1899, a Light recebeu autorização para operar no Brasil, após construir a Usina Hidrelétrica Parnaíba. Além disso, em 1904, fundou a The Rio de Janeiro Tramway, Light and Power Co. Ltd. A empresa, portanto, iniciou a oferta de serviços de energia elétrica em 1907. Privatizada em 1996, a Light continua a operar.

Leia também:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado