Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Correios ocultam balanço após R$ 800 milhões em prejuízos

Dados indicam aumento do déficit no começo de 2024

Correios ocultam balanço após R$ 800 milhões em prejuízos
(Foto: Joédson Alves/Agência Brasil).

Os Correios encerraram o primeiro trimestre de 2024 com um prejuízo de R$ 800 milhões, conforme revelado em um relatório de resultados ainda não divulgado publicamente. Este valor representa um aumento considerável em relação ao mesmo período do ano anterior, onde o prejuízo foi de R$ 326 milhões.

As elevadas despesas gerais e administrativas, que totalizaram R$ 1 bilhão no trimestre, são primordialmente responsáveis por este aumento nas perdas. Em comparação, no ano anterior, estas despesas haviam causado um prejuízo de R$ 780 milhões. Esses números indicam uma tendência preocupante de aumento nos custos operacionais que afetam diretamente a saúde financeira da empresa.

O cenário de déficit ocorre num momento em que os Correios enfrentam um aumento nas demandas devido a compras internacionais, sugerindo que as dificuldades financeiras podem ser parcialmente decorrentes de desafios na gestão dos recursos. A liderança da empresa ainda está calculando o impacto total dessas condições no balanço geral.

Publicidade

 

Em dezembro de 2023, os Correios já haviam reportado um prejuízo de R$ 597 milhões, embora este resultado representasse uma melhoria de 22% em relação a 2022. A empresa espera uma inversão dessa tendência no decorrer de 2024.

Resposta do Correios

Em comunicado oficial, os Correios informaram que os detalhes financeiros do primeiro trimestre ainda estão sob sigilo até a aprovação do Conselho de Administração. A expectativa é que, uma vez aprovados, esses dados sejam disponibilizados no site institucional. A empresa também expressou otimismo para o resto do ano, com uma projeção de lucro de R$ 150 milhões.

“Tradicionalmente, os resultados do primeiro trimestre são inferiores, mas tendem a melhorar ao longo do ano. Estamos projetando um lucro de cerca de R$ 150 milhões para o ano de 2024”, afirmou o porta-voz dos Correios. Este otimismo se baseia em melhorias esperadas nas operações e na eficiência administrativa.

Além disso, os Correios reportaram um aumento na receita proveniente da venda de produtos e serviços em 2023, que subiu para R$ 836 milhões. Esta elevação na receita sugere que, apesar dos desafios financeiros atuais, há potencial para recuperação e crescimento.

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado