Pesquisar
Close this search box.
Publicidade
Publicidade
X
Publicidade
X

Retomada da Araucária Nitrogenados: o que esperar para 2025?

Araucária Nitrogenados retomará produção

Fábrica de fertilizantes é reaberta pela Petrobras. (Foto: Reprodução/Agência Brasil)
Fábrica de fertilizantes é reaberta pela Petrobras. (Foto: Reprodução/Agência Brasil)

A Petrobras anunciou na última quinta-feira (6) a retomada das atividades operacionais da fábrica de fertilizantes Araucária Nitrogenados, localizada no Paraná. A previsão é que a produção seja reiniciada no segundo semestre de 2025. Essa decisão é parte do plano Estratégico 2024 – 2028 da companhia.

Preparativos para a retomada

Nesse sentido, para garantir a reabertura, todos os procedimentos necessários serão iniciados imediatamente. A Petrobras informou, assim, que serão publicados editais para a contratação de serviços de manutenção e materiais críticos. Isso assegura que a fábrica estará pronta para reiniciar suas operações de forma eficiente e segura.

Fábrica de fertilizantes: capacidade de produção

De tal modo, a fábrica de Araucária Nitrogenados tem uma capacidade impressionante. Ela pode produzir 720 mil toneladas de ureia e 475 mil toneladas de amônia por ano. Além disso, a planta é capaz de produzir 450 mil metros cúbicos anuais do Agente Redutor Líquido Automotivo (Arla 32), um produto essencial para o mercado automotivo.

Publicidade

Recontratação de funcionários

Um ponto crucial dessa retomada, ainda, é a recontratação dos antigos empregados. A Petrobras já autorizou a celebração de acordos para trazer esses trabalhadores de volta. No entanto, essa contratação está condicionada à homologação pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST), garantindo que todo o processo siga as normas legais.

Histórico da hibernação

A decisão de hibernar a fábrica foi tomada em janeiro de 2020, durante o governo Bolsonaro. Na época, a Petrobras enfrentava sérios desafios financeiros com a unidade, que resultaram na demissão de 396 funcionários. Assim, desde a sua aquisição em 2013, a fábrica apresentava prejuízos, acumulando perdas de R$ 250 milhões entre janeiro e setembro de 2019.

Analogamente, os altos custos da matéria-prima (resíduo asfáltico) em comparação com os preços dos produtos finais (amônia e ureia) foram determinantes para a hibernação da fábrica. A Petrobras tentou vender a unidade, mas sem sucesso. Como resultado, decidiu manter a fábrica hibernada para garantir a segurança operacional e ambiental.

Reintegração ao portfólio

Agora, com a revisão das diretrizes estratégicas da Petrobras, o investimento na produção de fertilizantes foi reintegrado ao portfólio da empresa. Essa decisão está alinhada com o plano Estratégico 2024 – 2028, que visa fortalecer a posição da Petrobras no mercado de fertilizantes.

Magda Chambriard, nova presidente da Petrobras, destacou a importância de desenvolver o mercado de fertilizantes no Brasil. Atualmente, o país importa 80% dos fertilizantes que consome, sendo muitos deles nitrogenados. A produção interna, assim, é importante para reduzir essa dependência e fortalecer a agricultura brasileira.

Localização estratégica

A fábrica de Araucária Nitrogenados está estrategicamente localizada ao lado da Refinaria Presidente Getúlio Vargas (Repar). Esta proximidade facilita, portanto, o acesso à matéria-prima necessária e a distribuição dos produtos finais, otimizando todo o processo produtivo.

Leia também:

conteúdo patrocinado

MAIS LIDAS

conteúdo patrocinado
conteúdo patrocinado